Coluna

Pasta Flora, o doce que virou atração turística

Por Lilian Trigolo e Paula Dias*

A origem dessa deliciosa tradição começa em 1914, quando Antônio Martinez Garcia e Maria Morón Martinez espanhóis da província de Huelva retornam com os 3 filhos para o Brasil depois de já terem morado em 1896 em terras brasileiras, e assim o início dessa história gastronômica incrível e deliciosa é resgatada em Santa Rita do Sapucaí-Mg.

Veja também: Café: o grão que conquistou o mundo

Maria Morón Martinez, conhecida pelo apelido de “Madame” e pela aptidão em fazer deliciosos doces espanhóis desconhecidos aqui no Brasil, entre eles a Pasta Flora (delicada massa, recheada com creme de chocolate com suave toque de laranja),  abre a Confeitaria da Madame na cidade de Santa Rita do Sapucaí, e transmite toda a sua paixão e experiência pela confeitaria aos seus 3 filhos Amando, Hespanha e Lupércia.

Hespanha Martinez del Castillo (Foto: Acervo Pessoal)

Sua receita foi mantida em segredo absoluto até o final dos anos 90, quando iniciaram cursos para mulheres da cidade de Santa Rita do Sapucaí cuja a renda era revertida para entidades filantrópicas.

E essa deliciosa receita de família passou de geração a geração, e Andréa Parreira del Castillo, nascida em Santos decide seguir os passos da família e muda-se para Santa Rita do Sapucaí, aonde residia toda a família do seu pai .

O seu talento culinário já vinha sendo lapidado  desde a sua adolescência , inspirada pela sua avó  Dona Hespanha Martinez del Castillo, Andréa ficava encantada com tanto amor , capricho e satisfação da sua avó no preparo do doce. 

Andréa Parreira del Castillo (Foto: Acervo Pessoal)

Segundo Andréa, a  pasta flora remete sua infância , ela tem a nítida e mais doce lembrança de ficar ao redor da sua avó observando o movimento suave de  suas mãos com o mais puro amor e carinho no preparo desta receita simbólica para a sua família.

Andréa resgatou essa rica tradição gastronômica de sua família, e graças a sua habilidade  reproduz essa receita herdada pela sua avó até hoje, sendo um sucesso de vendas no cardápio da cafeteria Grandpa Joel´s Coffee, o resultado é uma sobremesa macia , com um contraste de sabores incrível que explodem na boca, despertando o paladar, e resgatando memórias, e tradição de muitas gerações.

Foto:@lis_fotos

A pasta flora tornou-se um importante atrativo turístico na cidade  de Santa Rita do Sapucaí pela sua contribuição, resgatando sua história, identidade, e sua tradição cultural através da gastronomia, sendo aprovada e reconhecida em 2018 como Patrimônio Imaterial do município e  registrada sua receita através do Conselho Municipal do Patrimônio Artístico e Cultural COMPAC, de Santa Rita do Sapucaí, em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte lazer e turismo, preservando esse doce legado culinário .

*LilianTrigolo
Formada em Administração de empresas com ênfase em Comércio Exterior, Colunista do Blog do Madeira e Jornal Folha de Varginha e Produtora de café

Instagram: liliantrigolo

Paula Dias 
Produtora de café, empresária, barista e CEO da Grandpa Joel’s Coffee 
Instagram: grandpajoelscoffee

Territórios Gastronômicos

Posts Recentes

Território Vegano: creme de aspargos com alho-poró

Um caldo delicioso sem ingredientes de origem animal. Confira.

5 horas atrás

Cuscuz de cogumelos com ratatouille: Harmonizando com cerveja

Acompanhe mais uma receita do chef Juliano Caldeira e sua proposta de harmonização com cervejas…

1 dia atrás

Minas na Mesa: Empadão de frango caipira com quiabo

Acompanhe as receitas de cozinheiros e quitandeiros de Minas para o Livro Minas na Mesa,…

1 dia atrás

Espaguete ao pesto com casquinha crocante de queijo

Uma combinação mais do que perfeita: massa, pesto e queijo.

1 dia atrás

Uma pipoca que você vai amar

Dica imperdível para saborear neste fim de semana.

2 dias atrás

Minas na Mesa: Leitão Bêbado

Conheça mais uma receita do livro Minas na Mesa, publicado em homenagem aos 50 anos…

2 dias atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!