Futebol e Gastronomia – Chef Matusalém Gonzaga estreia Gastrobol

O mundo da bola traz os ingredientes especiais que o chef Matuzalém Gonzaga utiliza nessa receita de criatividade e paixão. Um programa onde ele mostra que, além de bom de cozinha, também entende de futebol.

O mundo da bola traz os ingredientes especiais que o chef Matuzalém Gonzaga utiliza nessa receita de criatividade e paixão. Um programa onde ele mostra que, além de bom de cozinha, também entende de futebol.

Por Isabel de Andrade*

Gastrobol

Unir duas paixões do brasileiro: futebol e gastronomia. Essa foi a ideia do chef de cozinha Matusalém Gonzaga ao criar o projeto Gastrobol. O programa, que começou a ser transmitido pela Rádio Gerais há três anos, vai poder ser visto pelas redes sociais a partir desta segunda, dia 04 de novembro.

A proposta é falar sobre a rodada do fim de semana, o desempenho de Atlético, Cruzeiro e América e, ao mesmo tempo, preparar uma receita, dando dicas de gastronomia e de eventos ligados ao setor. Na estreia, o chef vai ensinar a fazer um biscoito de polvilho rápido.

O programa traz como comentaristas Marcelo Araújo, Felipe Dayrell e Idamar Azevedo. O público também poderá participar ao vivo com perguntas e comentários pelo Whatsapp (31) 99184-8935.

Cozinha e bola

Mineiro de Coronel Fabriciano, Matusalém Gonzaga tem formação em cozinha italiana e já trabalhou nas melhores casas de Belo Horizonte. Entre elas, o Vecchio Sogno, onde foi o braço direito do chef Ivo Faria durante cinco anos.

O convite para mergulhar na cozinha raiz veio da conceituada chef de cozinha baiana Dadá. O chef mineiro se mudou para Salvador em 1999 e lá abriu o seu primeiro restaurante, o Matusalém, que ficava no Pelourinho. Ajudou a criar a Administração do Pelourinho, o Instituto de Hospitalidade e a Associação dos Comerciantes. Teve também a oportunidade de se especializar na cozinha do recôncavo baiano, onde conheceu dona Canô, mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia.

Em 2008, voltou para Belo Horizonte e trouxe para Minas o restaurante, que foi montado no bairro Planalto, na Pampulha. O negócio sofreu um forte impacto em 2014, com a queda do Viaduto Batalha dos Guararapes. Com o fechamento das ruas na região para a perícia técnica, o movimento no restaurante caiu muito e o chef se viu obrigado a encerrar as atividades.

Nesse período, Matusalém ocupou o cargo de vice-presidente da Abrasel, fez a faculdade de Jornalismo e começou a participar do programa de televisão BH Sports. Desde então, passou a se dividir entre a gastronomia e o futebol.

Há dois anos à frente do Mr. Crab Seafood, que fica na Avenida Marquês de Valença, 99, no bairro Gutierrez, Matusalém oferece aos clientes um cardápio diversificado de frutos do mar. Os ingredientes vêm direto da Bahia. De lá, chegam caranguejos vivos, gorogondé, ostra de madeira, aratu, camarão seco defumado usado no acarajé, azeite de dendê artesanal. Além de palco para a preparação dos pratos, a cozinha do Mr. Crab vai se transformar também em estúdio para o Gastrobol. Foi a escolha perfeita para esse bate papo que envolve a gastronomia e o futebol.

Com exceção do América, que vem apresentando bons resultados na série B do Brasileirão, Atlético e Cruzeiro passam por um perrengue danado na série A e lutam para se firmar no campeonato. O chef Matusalém tem uma boa receita para trazer energia para os dois times, caldo de marisco. “O gorogondé e o caranguejo vêm com a energia do mar e da água. Faz com que a pessoa tenha energia. Ela chega caída, toma o caldo e levanta o astral. Os jogadores não esqueceram como se joga bola, mas precisam de energia para conseguir bons resultados”, brinca o chef. Então, fica a dica, caldo de marisco neles.

Gastrobol

Toda segunda, de 19h às 20h30.

Transmissão pelo Facebook Matusalem Gonzaga e pelo Youtube e-Live Sports.

Foto: Reprodução Instagram

*Isabel Andrade é jornalista e colaboradora do Territórios Gastronômicos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
293
Article Categories:
Chefs e Mestres