Leite produzido a partir do repolho e do abacaxi chega ao Brasil

Foi lançado no Brasil o leite produzido a partir do repolho e do abacaxi. O negócio recebeu o investimento de um dos homens mais ricos do mundo, que está de olho no crescimento do mercado vegano.

Foi lançado no Brasil o leite produzido a partir do repolho e do abacaxi. O negócio recebeu o investimento de um dos homens mais ricos do mundo, que está de olho no crescimento do mercado vegano.

Por Isabel de Andrade*

Acaba de ser lançado no Brasil o leite produzido a partir de repolho e abacaxi. As vendas do Not Milk, que é comercializado pela startup chilena NotCo, já começaram aqui, no país.

Leite vegano é feito a partir do repolho e do abacaxi ( Foto: reprodução Instagram)

Quem apostou nesse novo produto foi um dos homens mais ricos do mundo, Jeff Bezos, o fundador e CEO da Amazon. Ele investiu na startup, que fabrica esse leite a partir do repolho e do abacaxi. O produto tem o aspecto do leite convencional, mas é livre de lactose, glúten, colesterol e transgênicos.

O produto é conhecido como “Não Leite” e recebeu um investimento de R$ 120 milhões. Não foi à toa que o fundador da Amazon aplicou tanta grana. Provavelmente, ele prevê um bom retorno porque sabe que há um crescimento do mercado de produtos alimentícios vegetarianos e veganos, ou seja, de origem vegetal.

A NotCo também já comercializa uma alternativa à maionese, que é fabricada sem ovos e tem o grão de bico como ingrediente principal. A startup chilena tem um algoritmo que sugere combinações de plantas para substituir carne, leite e ovos. A maionese vegana Not Mayo não tem glúten ou colesterol e já pode ser encontrada no Brasil.

A maionese vegana da startup NotCo não leva ovo ( Foto: reprodução Instagram)

Outra novidade é um sorvete fabricado a partir da pasta da ervilha sem a utilização de leite natural na receita. Um robô com inteligência artificial cria o sabor e a textura do sorvete normal, só que os ingredientes são todos à base de plantas. O produto está previsto para começar a ser vendido por aqui no segundo semestre de 2020.

Sorvete vegano feito a partir da pasta de ervilha deve chegar ao Brasil em 2020 ( Foto: reprodução Instagram)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.