Jantar vegano: o grande vencedor do Globo de Ouro

Pela primeira vez em 77 anos, a associação que organiza o Globo de Ouro serviu um jantar vegano aos convidados. O chef que cuidou do cardápio gostou da escolha, já que ele se dedica à gastronomia de origem vegetal. O astro Joaquin Phoenix, que foi um dos influenciadores do novo cardápio, comemorou a decisão.

Pela primeira vez em 77 anos, a associação que organiza o Globo de Ouro serviu um jantar vegano aos convidados. O chef que cuidou do cardápio gostou da escolha, já que ele se dedica à gastronomia de origem vegetal. O astro Joaquin Phoenix, que foi um dos influenciadores do novo cardápio, comemorou a decisão.

Por Isabel de Andrade*

Como todos já imaginavam, Joaquin Phoenix foi o grande vencedor da categoria Melhor Ator em Filme de Drama no Globo de Ouro, realizado no domingo, 05 de janeiro. A atuação em Coringa rendeu ao artista grandes elogios antes mesmo da estreia do longa, que também concorreu na categoria Melhor Filme de Drama, mas não levou. Se um total de zero pessoas se surpreendeu com a vitória, o mesmo não se pode dizer quanto ao discurso do astro.

“Eu queria agradecer à Hollywood Foreign Press por reconhecer a ligação entre agropecuária e o aquecimento global. É muito corajoso da parte de vocês fazer [o jantar] desta noite à base de plantas”, disse o ator.

O ator Joaquin Phoenix, que é vegano, influenciou a decisão de se preparar um jantar sem nenhum ingrediente de origem animal para ser servido durante a cerimônia do Globo de Ouro 2020 ( Foto: reprodução Instagram)

O agradecimento do ator foi feito à Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood (HFPA). É que pela primeira vez em 77 anos, a instituição que organiza o Globo de Ouro, que premia filmes e séries, decidiu servir um jantar sem nenhum alimento de origem animal.

Jantar servido durante o Globo de Ouro foi vegano ( Foto: reprodução Instagram)

O ator Joaquin Phoenix, que é vegano e um grande ativista em defesa das causas animais, foi um dos artistas que influenciaram a decisão pela gastronomia vegana. Ele disse que foi a primeira vez que conseguiu comer durante a cerimônia.

O menu foi servido em três tempos. De entrada, sopa fria de beterraba dourada. Como prato principal, risoto de cogumelos selvagens com couve-de-bruxelas, cenouras e ervilhas. E a sobremesa foi uma versão vegana do bolo ópera. “Não acreditamos que vamos mudar o mundo com apenas uma refeição, mas decidimos dar pequenos passos para conscientizar as pessoas. A nossa comida, a forma como a processamos, cultivamos e descartamos, tudo isso contribui para a crise climática”, justificou o presidente da HFPA, Lorenzo Soria.

Quem preparou o jantar, servido no Hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills, foi o chef Matthew Morgan. O cozinheiro comemorou a decisão do comitê organizador, já que ele tem se dedicado à gastronomia vegana. “Como parceiros de longa data da HFPA [Hollywood Foreign Press Association], tivemos o prazer de apoiar sua decisão de oferecer um cardápio inteiramente à base de plantas para o 77º Globo de Ouro. Nossa talentosa equipe ficou animada em criar pratos dinâmicos à base de plantas”, disse o chef Matthew Morgan em um comunicado oficial.

Troféu do Globo de Ouro vai para … o jantar vegano ( Foto: reprodução Instagram)

Outros detalhes da cerimônia também refletiram a preocupação com a sustentabilidade. Um kit de produtos veganos foi entregue aos convidados. O tapete vermelho usado para a entrada dos astros e estrelas será reutilizado em outros eventos. E foram usadas garrafas de água de vidro, o que foi uma resposta às críticas feitas à organização do Globo de Ouro que, na edição de 2019, serviu água em garrafas de plástico.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
579
Article Categories:
Acontece