Confeiteira resgata sabor da infância com roscas e rosquinhas da vovó

Rosquinhas da vovó e roscas recheadas que têm sabor de infância. Conheça os produtos preparados pela confeiteira Vanuza Fagundes que, além de saborosos, representam a memória afetiva da família.

Rosquinhas da vovó e roscas recheadas que têm sabor de infância. Conheça os produtos preparados pela confeiteira Vanuza Fagundes que, além de saborosos, representam a memória afetiva da família.

Por Isabel de Andrade*

No ateliê, Vanuza Fagundes prepara várias opções de doces finos, bolos, bombons. E, no cardápio, tem também um espaço reservado para os quitutes que são a expressão do lado afetivo da confeiteira. O destaque fica por conta da rosca e da rosquinha da vovó. As duas especialidades da doceira costumam transportar os clientes para um tempo recheado de boas lembranças.

As roscas são uma receita de mãe e ganharam vários recheios diferentes ( Foto: Bitar & Paiva)

Foi na infância que Vanuza começou a preparar as quitandas junto com a mãe. Ela conta que os pais foram criados em fazenda. Por isso, na família sempre prevaleceu a cultura da fartura. Na casa dos avós, em Ferros*, a 180 quilômetros da capital mineira, não era diferente. Era grande a variedade de quitutes. “Eu me lembro das latas do doce de leite que era preparado por minha avó”, conta.

O sítio dos pais em Itauninha, distrito de Santa Maria de Itabira*, foi uma sala de aula de culinária para Vanuza. Ela aprendeu muito com as quitandeiras que moravam no entorno da propriedade. Elas preparavam biscoito de polvilho no forno de barro usando tabuleiro de lata. E a brevidade era feita com polvilho de araruta. “Parecia uma nuvem de tão leve”, lembra. Vanuza está atrás da receita para reproduzi-la no ateliê.

Vanuza e a mãe faziam o queijo para o consumo da família. As frutas do pomar eram os ingredientes principais dos doces de pote. Tinha goiabada, bananada… Com a tia, aprendeu a preparar o doce de leite natado. Quando decidiu se dedicar à confeitaria, todas essas memórias afetivas vieram à tona.

A rosquinha da vovó foi a primeira tradição da família introduzida no cardápio da VF Doceria há cerca de um ano. Vanuza reproduziu o quitute do jeito que costumava comer na casa da vó Maria, com quem preparou muitas rosquinhas na adolescência. O produto é vendido em um pacotinho de 220 gramas e está sempre disponível para pronta entrega.

Rosquinhas da vovó acompanhadas por biscoitos ( Foto: Bitar & Paiva)

Depois, foi a vez de incluir no cardápio a rosca. Quando resolveu testar a receita da mãe, o aroma passeou pelos corredores do ateliê. Vanuza conta que uma cliente disse que foi transportada para a infância e pôde sentir o cheiro da merendeira da escola. Essa foi a certeza de que a confeiteira estava no caminho certo. As roscas foram incrementadas e ganharam recheios de goiabada, doce de leite, beijinho de coco, canela. A unidade tem 400 gramas e é feita sob encomenda.

Rosca com recheio de canela preparada por Vanuza Fagundes ( Foto: reprodução Instagram)

De fornada em fornada, a confeiteira mantém viva a tradição da família. E mais do que isso. Oferece aos clientes a possibilidade de viajar para um tempo em que as quitandas costumavam ser preparadas em casa. “É muito gratificante. É um resgate. A gente tem quitanda, tem muita coisa disponível hoje em dia, mas não de forma artesanal. É diferente. É o gostinho do produto caseiro”, finaliza.

Serviço:

VF Doceria

Local: Rua Avenida Uruguai, 272, sala 3, no Sion.

Contato: (31) 98556-2600

Instagram: @vfdoceria

Cursos

Ovos de Páscoa

Conteúdo: temperagem de chocolate, ovos tradicionais e recheados, além de ovos de colher.

Data: 4 de março

Horário: 14h às 19h

Foto: Lu Magalhães

Em breve, Vanuza Fagundes vai abrir a agenda para os cursos Mão na Massa, em que vai ensinar a preparar chocolate, biscoitos, rosca e rosquinha. Fique de olho no Instagram da VF Doceria.

*Mapa dos Territórios Gastronômicos MG: Os municípios de Ferros e Santa Maria do Itabira estão situados no Território dos Rios/Doce, no limite com o Território Espinhaço / Garimpo

TG/EA

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
4 2
Views:
1856
Article Categories:
Chefs e Mestres