Esfirra de carne: deliciosa tradição árabe

Aprenda esta tradicional receita árabe, uma das principais marcas desta rica cultura culinária nos caminhos históricos de Minas Gerais

Aprenda esta tradicional receita árabe, uma das principais marcas desta rica cultura culinária nos caminhos históricos de Minas Gerais

Esfirra de carne

 Da Série: Sabores de nossa história*

Ingredientes:

Para a massa

  • 1 copo (americano) de leite morno
  • 1 copo (americano) de água morna
  • 2 ovos
  • 2 colheres de manteiga
  • 1 colher (sobremesa) de sal
  • 2 colheres (sobremesa) de açúcar
  • 100 g de fermento biológico
  • 1 colher (sopa) de óleo
  • 1 kg de farinha de trigo

Para o recheio

  • 1 kg de carne bovina moída
  • 6 tomates picados
  • 2 cebolas picadas
  • 200 ml de iogurte natural
  • Cheiro verde, sal, pimenta-do-reino e limão a gosto

Preparo:

  • Para a massa, misturar os ingredientes e amassar bem.
  • Dividir a mistura em pequenas porções, aproximadamente do tamanho de uma cebola média, e deixar descansar por 10 minutos.
  • Abrir as porções de modo que fiquem bem finas.
  • Misturar os ingredientes do recheio
  • Pôr a quantidade desejada em cada porção da massa aberta.
  • Fechar as esfirras, unindo as extremidades no centro, de modo que fiquem triangulares
  • Levá-las para assar, em forno aquecido a 200 graus, até que fiquem douradas.
Foto: Jackson Romanelli

*Receita fornecida por Ivone Haddad, de São João del-Rei para o Projeto Sabores de Minas

Encanto das arábias

 Jackson Romanelli
Mestra Ivone Haddad de São João del-Rei Foto: Jackson Romanelli

Depois de suspirar com as receitas da culinária italiana, a equipe faz um vôo mais longo, sem sair de Minas, é claro. Próximo destino, os contos das mil e uma noites: a terra de quibes, esfirras, charutos enrolados em folha de uva e tantas outras iguarias que há muito tempo já até fazem parte de nosso cotidiano. Em São João del-Rei, a influência árabe vem de algumas famílias de imigrantes como a Haddad, muito bem representada quando o assunto é gastronomia.

Uma das descendentes é Ivone Haddad, responsável por uma das esfirras mais saborosas da cidade. Ivone vive em uma casa grande e antiga, herança da família, assim como as receitas da rica cozinha árabe. Dentro das possibilidades, a tradição é mantida nos pequenos detalhes, mas nem sempre os ingredientes das receitas são acessíveis e o jeito é improvisar. Para o recheio da esfirra de carne, usamos a coalhada, mas, na falta, pode-se fazer com iogurte, ensina.

Mas algumas coisas são insubstituíveis e a família não abre mão da chamada manteiga síria, usada em várias receitas, como a de quibe assado. Tem que ser feita com manteiga da roça. A gente derrete, côa e guarda fora da geladeira, conta. Rodeada por sobrinhas e pela irmã, Ivone serve a iguaria e a cena é de se guardar na memória: uma mesa repleta de esfirras quentinhas, que perfumam a casa com a melhor das fragrâncias.

O olfato pede, o paladar obedece e todos agradecem.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município histórico de São João del-Rei está localizado no Território Mantiqueira/Centro Sul

EA/TG – MANTIQUEIRA/CENTRO SUL

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.