Brigadeiro de Café: doce sabor das montanhas de Minas

Mais simples, impossível! Esta receita não precisa ir ao fogo, apenas um leite ou água morna segundo sua autora, Isaura Paixão. Ha 15 anos ela apresentou esta joia ao Sabores de Minas, mas agora, fez algumas pequenas modificações para o Territórios Gastronômicos, utilizando os cafés premiados de Manhuaçu-MG. Aproveite!

Mais simples, impossível! Esta receita não precisa ir ao fogo, apenas um leite ou água morna segundo sua autora, Isaura Paixão. Ha 15 anos ela apresentou esta joia ao Sabores de Minas, mas agora, fez algumas pequenas modificações para o Territórios Gastronômicos, utilizando os cafés premiados de Manhuaçu-MG. Aproveite!

Brigadeiro de café

Da Série: Doces dos Quintais de Minas Gerais*

Ingredientes:

  • 1 lata de leite em pó, instantâneo (400 g)
  • 1 lata de chocolate em pó (400 g)
  • 1/2 lata de leite condensado
  • 1/2 copo (americano) de café especial coado ou café solúvel dissolvido em leite ou água morna
  • 2 colheres (sopa, rasas) de manteiga sem sal
  • 50 g de grãos de café torrados (para decoração)

Material

  • Tapetinho e fôrma de papel para doces

Preparo:

  • Dissolver a manteiga no café e o leite condensado. Reservar.
  • Em outra bacia ( fora do fogo), misturar o leite em pó e o chocolate em pó e ir acrescentando pouco a pouco a mistura anterior mexendo com as mãos
  • Mexer até obter o ponto de enrolar ( soltando das mãos).
  • Modelar os brigadeiros no tamanho desejado e enfeitar com um grão de café.
  • Pôr num tapetinho e na fôrma de papel colorido.

    Rende 75 doces grandes.
Foto: Beto Novais

* Receita fornecida por Isaura Pereira Paixão, de Manhuaçu para o Projeto Sabores de Minas 15 anos atrás e repaginada hoje pela autora para o Territórios Gastronômicos, substituindo a margarina por manteiga sem sal e o café solúvel com leite usado no passado pelos melhores e premiados cafés especiais produzidos na região.

Isaura coordena os cursos do Senar-MG para os produtores rurais de Manhuaçu

Convite à tentação

Bons ventos levam os viajantes à Serra do Caparaó, na Zona da Mata, terra de cafezais de montanha, de casas hospitaleiras e comidas cheias de tradição e sabor. No entorno do Pico da Bandeira, ponto culminante do Sudeste brasileiro, sobram demonstrações de talento e criatividade nas cozinhas, principalmente na zona rural. A chamada comida de roça, com toda a sua poesia e vigor, encanta a equipe, sempre ávida por novidades gastronômicas.

Para começar esta jornada com muita energia, que tal um brigadeiro de preparo simples, que dispensa atropelos no fogão e fica pronto em minutos? Em Manhuaçu, a 278 quilômetros de Belo Horizonte, Isaura Pereira Paixão, coordenadora de cursos do sindicato dos produtores rurais, tem a receita ideal desse confeito, que adultos e crianças adoram e pedem bis. Despachada e bem-humorada, Isaura abre seu caderno, junta os ingredientes e põe a mão na massa, sem recorrer a grandes acrobacias para atingir o ponto desejado.

Diante dos olhos incrédulos dos visitantes, ela explica que só o leite precisa ser morno. O resto fica por conta do prazer de fazer o doce e oferecê-lo aos amigos. Depois de modelar os brigadeiros graúdos, ela dá o arremate: um grão de café torrado, charme que, misturado ao chocolate, aguça o paladar e ganha aprovação no ato. Depois dessa primeira parada, o caminho está aberto para outras boas surpresas na cidade.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Manhuaçu está localizado no Território Mantiqueira/Montanhas do Leste

EA/TG -MANTIQUEIRA/MONTANHAS DO LESTE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
752
Article Categories:
Receitas