Bolo ou Pudim? caçarola italiana, simplesmente deliciosa

Não importa se é um ou outro, pois se trata de uma iguaria fácil de preparar e muito gostosa. Sua origem italiana agregou valor aos melhores sabores de sul de Minas Gerais, numa região onde houve expressiva imigração dos italianos, deixando nas mesas algumas marcas deliciosas de sua cultura.

Não importa se é um ou outro, pois se trata de uma iguaria fácil de preparar e muito gostosa. Sua origem italiana agregou valor aos melhores sabores de sul de Minas Gerais, numa região onde houve expressiva imigração dos italianos, deixando nas mesas algumas marcas deliciosas de sua cultura.

Caçarola italiana

Da Série Identidades Gastronômicas Históricas de Minas Gerais*


Ingredientes:

– 4 ovos

– 4 colheres (sopa) de farinha de trigo

– 600 ml de leite morno

– 1 xícara (chá) de coco ralado, mais a quantidade desejada para salpicar

– 1 xícara (chá) de queijo-de-minas curado ralado

– 1 colher (sopa) de margarina

– 1 pitada de sal

– Meia xícara (chá) de açúcar refinado

Material

– 1 assadeira redonda de aproximadamente 20 cm de diâmetro

Modo de Preparo:

Bater os ingredientes no liquidificador (exceto o coco que será usado no final). Levar ao forno bem quente, em uma assadeira redonda e untada, por cerca de 40 minutos. Salpicar coco ralado por cima ao servir. Pode ser servida quente ou fria.

*Receita fornecida por Izelina Machado Martins, de Passos para o Projeto Sabores de Minas

Determinação à mesa

Se o café da tarde é o momento para descansar de um dia agitado, o da manhã é o que garante o sustento de que o corpo precisa para funcionar bem pelo resto do dia. Pode até haver alguns que não façam questão dele, mas para os que fazem, a quitandeira Izelina Machado Martins está pronta para preparar as mais deliciosas iguarias. É no Hotel Cidade, em Passos, que ela põe a mão na massa para servir o que não pode faltar nas mesas mineiras: pão de queijo, biscoitos, bolos e a caçarola italiana, feita com o genuíno queijo-de-minas.

A receita, assim como tantas outras, está guardada em um caderno que Izelina tem sempre à mão. “A gente aprende a fazer um prato, testa e passa para frente. Adoro trocar receitas.” À frente da cozinha do hotel há apenas sete meses, ela não esconde a satisfação com o trabalho, que já despertou o desejo de outra conquista: “Quero voltar a estudar e fazer faculdade para hotelaria. Adoro isso, principalmente a parte de cozinha”.

O estudo tem para Izelina o mesmo lugar especial das quitandas. “Antigamente, a gente não tinha essa preocupação. Quando nova, trabalhei muito em casa como empregada e babá e não pude estudar. Agora quero voltar e não tenho vergonha.” A determinação da cozinheira dá um sabor especial à caçarola e faz com que o dia em Passos amanheça ainda mais inspirador.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Passos está localizado noTerritório Mantiqueira/Sul Sudoeste

EA/TG – MANTIQUEIRA/SUL SUDOESTE

Conheça outras receitas das Identidades Gastronômicas Históricas de Minas Gerais: Frikadeller – Uma deliciosa herança dinamarquesa nas mesas da Mantiqueira em MInas

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.