Biscoitos de polvilho com pimenta: crocantes, picantes e irresistíveis

Mais uma receita mágica das quitandeiras de Minas Gerais. Experimente esses biscoitinhos crocantes e deliciosamente picantes. E a receita é bem fácil. Então mãos à massa!

Mais uma receita mágica das quitandeiras de Minas Gerais. Experimente esses biscoitinhos crocantes e deliciosamente picantes. E a receita é bem fácil. Então mãos à massa!

Biscoitinhos de polvilho com pimenta

Da Série: Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Ingredientes:

– 1 kg de polvilho doce

– 1 lata (de 340 g de leite condensado) de leite morno

– 1 lata (de 340 g) de óleo

– 1 lata (de 340 g) de água

– 1 colher (sopa) de sal

– 3 ovos

– 1 colher (sopa) de caldo de pimenta-malagueta curtida

Preparo:

Em uma vasilha, misturar o leite, o óleo, o polvilho e o sal. Pôr a água e amassar. Pôr os ovos e amassar novamente. Por último, acrescentar o caldo da pimenta e amassar bem. Pôr uma parte da massa em um saco de plástico com um furo pequeno em uma das pontas. Espremer pequenas quantidades, para biscoitos de cerca de 5 cm de comprimento, no tabuleiro untado. Pôr mais massa no saco e repetir o processo até finalizar.

Assar em forno quente por cerca de 40 minutos ou até que os biscoitinhos fiquem assados. Retirar do forno e esperar esfriar. Guardar em pacotes de plástico ou vasilhas tampadas, para não murcharem.

*Receita fornecida por Francisca Fernandes, da comunidade de Santa Bárbara em Montes Claros para o Projeto Sabores de Minas

(foto: Marcos Michelin/EM)

(foto: Marcos Michelin/EM)
(foto: Marcos Michelin/EM)

Tentadora invenção

Não há quem duvide de que a criatividade é uma generosa aliada da boa mesa. Graças a ela, a cozinha está sempre a se reinventar, se mostrando palco de inesgotáveis possibilidades. Quando mãos criativas são também habilidosas, o resultado não pode ser melhor. Ainda na comunidade de Santa Bárbara, uma receita prova que a combinação resulta nas mais saborosas criações. Basta experimentar os biscoitinhos de polvilho feitos por Francisca Medeiros Fernandes, a dona Tica.

Aos 62 anos, ela é a mais experiente das quitandeiras da cozinha comunitária, com uma simpatia que encanta à primeira vista, assim como suas iguarias. Usando uma receita tradicional, ela faz biscoitinhos tão pequenos que são chamados por ela de minhoquinhas. Para dar cara nova e tornar mais apetitosa a quitanda, ela acrescenta pimenta ou queijo à massa. Não dá outra. Em uma breve conversa, lá se vai um saquinho, tamanha gostosura.

Para chegar até a cozinha comunitária, dona Tica enfrenta uma caminhada diária de 40 minutos, rotina da qual não se queixa, pelo contrário: “Faça chuva ou faça sol, eu venho. Gosto muito daqui”. A determinação da quitandeira e de suas companheiras dá tempero especial ao fim de mais um dia nessa terra de surpresas. Muitas ainda nos aguardam.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Montes Claros está localizado no Território Cerrado/Pequi

EA/TG -CERRADO/PEQUI

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.