Minas 300 anos: suã com engrossado de fubá de munho d’água

Mais uma receita que conta a história das heranças culturais da África negra nas cozinhas de Minas Gerais

Mais uma receita que conta a história das heranças culturais da África negra nas cozinhas de Minas Gerais

Suã com engrossado de fubá

Da Série: Receitas históricas de Minas Gerais*

Ingredientes:

Para a suã

– 1 kg de suã em pedaços

– 1 colher (sopa) de sal para salmoura

– 3 dentes de alho batidos com sal a gosto

– 1 cebola pequena, picada

– 1 colher (sopa) de gordura de porco ou óleo

– 1 tablete de caldo de carne

– Água

Para o engrossado

– 2 xícaras (chá) de fubá de moinho dágua

– 1 colher (sobremesa) de sal

– 1 colher (sopa) de gordura de porco ou óleo

– 2 dentes de alho amassados

– 1 litro de água quente

– 100 g de pele para pururuca

– Pimenta-malagueta a gosto

– 1 tablete de caldo de carne

– Óleo para fritar a pele

Modo de Preparo:

Pôr a suã em uma vasilha e cobrir com água e o sal. Deixar de molho por 40 minutos, até que a carne fique mais clara. Escorrer e temperar com o alho e o sal. Deixar por uma hora coberto. Em uma panela, refogar a cebola na gordura e, quando escurecer, pôr o caldo de carne, a suã e dois copos (tipo americano) de água quente. Deixar cozinhar por aproximadamente uma hora, sempre pingando água à medida em que for secando.

Para o engrossado, refogar o alho com o sal, pôr o fubá e mexer por três minutos. Pôr a água, o caldo de carne e mexer bem. Tampar e deixar cozinhar por 40 minutos, mexendo algumas vezes, para não agarrar. Fritar a pele em óleo quente suficiente para cobrir e assim que retirar do fogo, despejá-la na água fria, para amolecer. Pôr a pele e a pimenta no engrossado e deixar cozinhar por cerca de 10 minutos.

Retirar a suã da panela e servir com o engrossado.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 20200710153612131528a.jpg


*Receita fornecida por Dinorá Cristina Almeida, de Andrelândia para o Projeto Sabores de Minas

Força que vem da carne

Voltamos a pôr os pés na Mantiqueira para saborear uma receita que é a mais pura expressão de nossa cozinha. A suã com engrossado de fubá de moinho d’água é herança dos escravos e dá força e energia a quem a experimenta. Em Andrelândia, quem prepara a iguaria com maestria é a banqueteira Dinorá Cristina Almeida que, com a sócia Ivone Carvalho, prepara os banquetes das principais festas da região.

Ela conta que conhece desde a infância a receita, incorporada como iguaria ao buffet por um improviso. “Fizemos uma festa e, já de madrugada, a carne acabou. Eu tinha uma suã na geladeira e fiz para o pessoal. Todo mundo adorou e começou a pedir sempre. É comida da roça, simples, mas muito gostosa”, conta. Dinorá já trabalhou com contabilidade, mas garante que não há lugar em que se sinta mais à vontade do que a cozinha.

“Prefiro mil vezes ficar no fogão do que em um escritório”, confessa. Ao chegar à mesa, a suã com engrossado de fubá parece um banquete, ainda mais acompanhada de arroz branquinho e couve refogada na hora. Se o prato alimentava os escravos, hoje é digno de um verdadeiro rei.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Andrelândia está localizado no Território Mantiqueira/Ibitipoca

EA/TG – MANTIQUEIRA/IBITIPOCA

Veja mais receitas históricas de Minas Gerais:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.