Pão do Padre e Pão de Milho: aprenda a fazer os sagrados pães de Santa Bárbara

Aprenda mais duas receitas de pães que fazem parte da história dos 300 anos de Minas Gerais. Os famosos pães de Santa Bárbara são realmente divinos. Experimente!

Aprenda mais duas receitas de pães que fazem parte da história dos 300 anos de Minas Gerais. Os famosos pães de Santa Bárbara são realmente divinos. Experimente!

Da Série: Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Pão do Padre

INGREDIENTES

Para a primeira massa

_ 100 g de farinha de trigo

_ 100 g de fermento biológico fresco

_ 100 ml de água

Para a massa final

_ 900 g de farinha de trigo

_ 200 g de manteiga

_ 160 g de açúcar

_ 200 ml de água ( ou mais se necessário)

_ 1 pitada de sal

_ 4 ovos

COMO FAZER

Para a primeira massa, juntar a farinha e o fermento e, aos poucos, a água.

Amassar com as mãos até obter uma bola. Deixá-la descansar por 15 minutos.

Para a massa final, juntar o restante dos ingredientes, deixando a água por último e acrescentando- a aos poucos, ao mesmo tempo que se amassa a mistura.

Sovar até obter uma massa lisa e consistente.

Dividir em quatro e modelar, em forma de pão francês. Bater os ovos e, com um pincel, passá-los sobre a massa. Fazer cortes sobre cada pão.

Colocar numa assadeira untada com óleo.

Descansar em temperatura ambiente por três horas. Assar a 180 graus, por cerca de 20 minutos.

Pão de Milho

INGREDIENTES

_ 900 g de farinha de trigo

_ 250 g de fubá

_ 300 ml de água (ou mais se necessário)

_ 150 g de açúcar

_ 100 g de manteiga

_ 100 g de fermento biológico fresco

_ 1 pitada de sal

_ 3 ovos

_ Erva-doce a gosto

COMO FAZER

Numa vasilha, colocar todos os ingredientes, deixando a água por último (ela deve ser acrescentada aos poucos, amassando sem parar).

Misturar e sovar até obter massa lisa e consistente.

Dividir em quatro pedaços e modelar, em formato redondo.

Com um pincel, passar óleo sobre a massa, fazer leves cortes e polvilhar com fubá.

Colocar numa assadeira untada com óleo.

Descansar em temperatura ambiente por três horas.

Assar a 180 graus, por cerca de 20 minutos.

*Receitas fornecidas por Rubens Nelson Magalhães Santos, de Santa Bárbara para o Projeto Sabores de Minas

Guloseima dos céus

No início do século XX, a Padaria União, em Santa Bárbara, a 105 quilômetros de Belo Horizonte, transportava pães em barricas no lombo de burros.

Dessa forma, a comida era entregue aos padres e seminaristas do Caraça. O nome “pão do padre” tornou-se comum na região.

Passados mais de 90 anos, a panificadora, inaugurada em 1911 na rua João Mota, 107, no Centro, ainda tem freguesia garantida para o pãozinho. Não há comprovação de que ele seja sagrado ou traga o alívio dos pecados, mas o certo é que as fornadas reforçam as refeições em muitos lares da cidade e de municípios vizinhos.

O dono, Rubens Nelson Magalhães Santos, de 49 anos, herdou o negócio do pai, Raymundo Cândido dos Santos Filho, e conta que a qualidade dos pãezinhos mantém a clientela. “É uma exclusividade nossa e se trata de uma receita leve. O pessoal gosta muito”.

Para o lanche completo, bom mesmo é levar o “pão do padre” acompanhado do seu “irmão”, o pão de milho, cuja receita é bem parecida.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Santa Bárbara está localizado no Território Central/Entorno

EA/TG – CENTRAL/ENTORNO

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.