Caçarola: doces artes de Cataguases

Na cidade de Cataguases em Minas, berço do modernismo, a arte de uma quitandeira é expressada na sua deliciosa receita de caçarola que atravessa gerações. “Uma iguaria que derrete na boca como se fosse um pudim”. Confira!

Na cidade de Cataguases em Minas, berço do modernismo, a arte de uma quitandeira é expressada na sua deliciosa receita de caçarola que atravessa gerações. “Uma iguaria que derrete na boca como se fosse um pudim”. Confira!

Veja também: Pastel de angu de Cataguases – deliciosas variações sobre o mesmo tema

Caçarola

Da Série: Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Ingredientes:

– 600 ml de leite (de preferência não pasteurizado)

– 5 ovos

– 10 colheres (sopa) de açúcar cristal

– 5 colheres (sopa) de farinha de trigo

– 1 colher (sopa) de manteiga

– 1 colher (chá) de leite condensado

– 1 pires de queijo-de-minas curado, ralado

Para untar

– Farinha de trigo e manteiga

Preparo:

Bater os ingredientes no liquidificador, despejar em uma assadeira redonda, untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo, de aproximadamente 15 centímetros de diâmetro.

Assar em forno alto até começar a dourar.

(foto: Jair Amaral/EM)

*Receita fornecida por Neusa de Barros Abrita, de Cataguases para o Projeto Sabores de Minas

(foto: Jair Amaral/EM)
(foto: Jair Amaral/EM)

Arte que atravessa gerações

Malas prontas, paladar aguçado e pé na estrada! O guia Sabores de Minas desvenda a culinária de duas cidades da Zona da Mata: Cataguases e Leopoldina. A viagem começa pela primeira, a 311 quilômetros de Belo Horizonte, que respira arte e os aromas da boa mesa. Entre jardins projetados pelo paisagista Roberto Burle Marx, criações arquitetônicas de Oscar Niemeyer e tantos outros marcos do modernismo e das artes no Brasil, os viajantes também se deparam com quitandas bem feitas, receitas que atravessam gerações e uma gente apaixonada pela culinária.

Quer um exemplo? Basta um pulinho ao Mercado dos Produtores para ver que não falta talento na ciência das cozinhas. Para começar, um pedaço da caçarola feita por Neuza de Barros Abrita, moradora do distrito de Cataguarina. A iguaria derrete na boca como se fosse um pudim. O segredo para a textura, segundo a experiente doceira, é a colherzinha de chá de leite condensado, além, é claro, de anos de lida no fogão.

Todos os dias a mineira leva 10 caçarolas ao mercado, que acabam num piscar de olhos. Uns dizem que é uma tentação, outros já deixam um pedaço reservado no dia anterior. Se você ficou curioso, siga a receita a risca e saboreie também essa maravilha.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Cataguases está localizado no Território Mantiqueira/Mata Brejaúba

EA/TG – MANTIQUEIRA/MATA BREJAÚBA

Veja outra arte das Doceiras de Cataguases

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.