Compota de Araçá: doces tachos dos quintais de Minas

Aprenda a receita dessa deliciosa compota de araçá, um fruto de sabor muito parecido com a goiaba, rico em vitamina C , antioxidante e anti-inflamatório. Mais um doce com o gostinho dos quintais de Minas Gerais

Aprenda a receita dessa deliciosa compota de araçá, um fruto de sabor muito parecido com a goiaba, rico em vitamina C , antioxidante e anti-inflamatório. Mais um doce com o gostinho dos quintais de Minas Gerais

Veja também: Doce de Limão cravo com abacaxi

Doce de araçá

Da Série: Doces dos Quintais de Minas Gerais*

Ingredientes:

– 1 kg de araçá (fruta parecida com uma goiaba pequena e pode ser encontrada no Mercado Central de Belo Horizonte)

– 1 kg de açúcar cristal

– 1 litro de água

Preparo:

Lavar os araçás, retirar os cabinhos e levar as frutas ao fogo, cobertas com água.

Retirar depois que a água ferver e elas começarem a ficar macias.

Partir ao meio e retirar as sementes.

Levar a água e o açúcar ao fogo e, quando começar a ferver, pôr o araçá.

Retirar quando a calda der ponto de fio (quando o doce forma um fio ao escorrer da colher).

(foto: Jair Amaral)

* Receita fornecida por Maria Geralda Cruz, de Funilândia para o Projeto Sabores de Minas

(foto: Jair Amaral)
Foto Jair Amaral

Doce alquimia

Para quem leva jeito para a coisa, não há fruta que não dê um bom doce. Não importa se é azeda, com muita ou pouca polpa. Basta acertar o ponto, a maneira de preparar, fazer uma boa calda e está pronta a iguaria para encher a mesa e adoçar a boca. Em Funilândia, a 81 quilômetros da capital, Maria Geralda Cruz ainda não achou fruto na natureza que não consiga transformar em seu tacho. A última experiência foi com o araçá, fruta nativa.

Com um paladar que remete à goiaba, o araçá se caracteriza pelo azedinho, que, nesta receita, faz a festa do paladar. O doce é preparado em calda pela cozinheira, mas pode variar segundo o gosto do freguês. “Pode fazer parecido com geléia. É só bater no liquidificador, passar na peneira e voltar para o fogo”, ensina. Simples e trabalhadora, Maria se dedicou à arte de preparar doces, motivo que a fez se tornar uma referência na pequena cidade quando se toca nesse assunto.

Mãe de sete filhos, ela está com planos de mudar para Tocantins, na esperança de conseguir um emprego ou, quem sabe, de levar os doces caseiros de Minas para outras bandas. Enquanto isso, não deixe de conferir as maravilhas preparadas por ela em sua humilde, mas rica, cozinha.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: o município de Funilândia está localizado no Território Cerrado/Portal do Cerrado

EA/TG – CERRADO/PORTAL DO CERRADO

Veja outros doces dos quintais de Minas Gerais

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.