Bombom de buriti: sabores do cerrado brasileiro

O cerrado brasileiro é de uma riqueza indescritível, e a gastronomia é um dos segmentos que tem se destacado em suas identidades regionais, seja pelos seus frutos ou pelas castanhas, de sabores inusitados e deliciosos. Experimente esses deliciosos bombons de polpa de buriti das doceiras de Pirapora-MG.

O cerrado brasileiro é de uma riqueza indescritível, e a gastronomia é um dos segmentos que tem se destacado em suas identidades regionais, seja pelos seus frutos ou pelas castanhas, de sabores inusitados e deliciosos. Experimente esses deliciosos bombons de polpa de buriti das doceiras de Pirapora-MG.

Veja Também: doce de pequi – o rei do cerrado nos tachos de Minas

Bombom de Buriti

Da Série: Doces dos Quintais de Minas Gerais*

Ingredientes:

  • 1 kg de polpa de buriti
  • 2 kg de açúcar cristal
  • 1 xícara (chá) de água
  • 400 g de chocolate meio amargo

Preparo:

Em um tacho de cobre, fora do fogo, misturar bem a polpa do buriti com o açúcar e a água e depois levar ao fogo

Depois que começar a soltar do fundo, ficar atento ao ponto de bala ( pode ser medido pegando uma pequena porção de doce e colocando em um copo com água. O ponto é quando o doce forma uma bolinha)

Retirar do fogo e deixar esfriar um pouco

Untar as mãos com um pouco de manteiga e fazer uma bolinhas com o doce

Passar o doce em chocolate derretido em banho-maria

Deixar secar e embalar ou por em forminhas

Bombons de buriti: doces sabores do cerrado

*Receita fornecida por Vera Miriam Santos de Pirapora para a Revista Sabores de Minas – Roteiros Gastronômicos

A Doceira Vera Miriam de Pirapora – MG

Cachos versáteis

Suas propriedades são tantas que, popularmente, o buriti é chamado de palmeira das mil e uma utilidades. Um dos frutos mais emblemáticos do cerrado, ele é um sinalizador da presença de água no local, emoldurando veredas, riachos, nascentes e cachoeiras.

Com as fibras da palmeira faz-se artesanato. Do fruto extrai-se óleo de propriedades medicinais que também é usado como corante natural. E como não poderia deixar de ser, sua polpa confere paladar único a receitas como o bombom preparado por Vera Miriam dos Santos, que anteriormente, mostrou aos leitores toda sua sabedoria a respeito das riquezas do cerrado. nascida e criada em Pirapora, a doceira aprendeu desde cedo o valor do que é colhido na terra. Desde o tempo da avó já ajudava a catar os frutos e prepará-los no fogão.E foi em homenagem à avó, que Vera e as irmãs criaram a marca de doces Dona Quita, cujas especialidades são as frutas nativas na região.

Os negócios atualmente estão um pouco parados, mas nem por isso Vera deixa de preparar as iguarias, feitas sob encomenda. Os bombons, trufas e doces em pasta deixam qualquer festa mais apetitosa, assim como sua viagem, que pode ficar ainda mais interessante com pitadas da cultura do cerrado. Experimente!

Mapa dos Territórios Gastronômicos de minas Gerais: o município de Pirapora está localizado no Território Cerrado/São Francisco

EA/TG – CERRADO/SÃO FRANCISCO

Veja outras receitas do Cerrado

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.