Moranga recheada com frango e requeijão caseiro

Uma receita que tem sabor de festa: moranga recheada com requeijão. Experimente!

Uma receita que tem sabor de festa: moranga recheada com requeijão. Experimente!

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 cebola picada
  • 1 kg de peito de frango com osso
  • 3 tomates, sem pele e sementes, picados
  • 1 tablete de caldo de galinha diluído em 2 xícaras (chá) de água quente
  • 1 abóbora moranga de 2,5 kg
  • salsinha à gosto
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo
  • 400 g de requeijão em barra
  • pimenta do reino e sal à gosto

Preparo:

Refogar a cebola no óleo e na manteiga

Pôr o frango e dourar por igual

Por o tomate e o caldo de galinha dissolvido

Tampar a panela, abaixar o fogo e deixar o frango cozinhar por completo

Com uma faca fazer uma tampa na parte do cabo da abóbora e reservar

Com uma colher retirar as sementes e as fibras

Tapar a abóbora, enrolar em papel alumínio

Levar ao forno em um tabuleiro por uma hora

Desfiar o frango

Por a carne no caldo do cozimento, acrescentar a salsinha, o sal, a pimenta do reino e a farinha de trigo

Levar ao fogo médio por cerca de 15 minutos

Retirar a abóbora do forno e com uma colher raspar um pouco da polpa, amassar e pôr no molho de frango

Passar requeijão por todo o interior da abóbora e despejar o molho

Fechar a abóbora com a tampa e levar novamente ao forno médio por 30 minutos

Abóbora recheada com frango e requeijão

*Receita fornecida por Célia Hilário e Maria Freitas Cezar de Pitangui para o Projeto Sabores de Minas

Célia e Marta usam o requeijão produzido por elas em receitas inigualáveis

Gostinho da mudança

Há muito tempo que o Sabores de Minas vem mostrando o poder de transformação que a cozinha tem sobre a vida das pessoas. Histórias de sucesso, e principalmente de grandes mudanças, não faltam ao nosso cardápio. Em Pitangui, os viajantes se deparam com mais um desses casos para somar à coleção.

No povoado de Sacramento, duas amigas viram suas rotinas mudarem após a participação em um curso de derivados do leite. Com a receita de um delicioso requeijão em mãos, elas deram início à produção que, além de complementar a renda familiar, significou mais qualidade de vida para a dupla. “Tenho fibromioalgia, e durante um tempo não conseguia nem andar direito, além de tomar sete remédios diferentes. Agora faço de tudo e não preciso de medicamento”, conta Célia Aparecida Hilário. Ao lado da parceira Marta de Paula Freitas Cézar, a mineira também também contribuiu para o desenvolvimento da comunidade, já que o leite usado no preparo das iguarias é comprado dos produtores locais.

E a propósito, o requeijão é uma maravilha, seja servido puro ou em receitas como essa acima.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: o município de Pitangui está localizado no Território Cerrado/Centro Oeste

EA/TG – CERRADO/CENTRO OESTE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.