Confeiteira mineira cria bolo em homenagem à Juliette, vencedora do BBB

Conheça a homenagem feita pela confeiteira Vanessa Grasielly à Juliette e saiba como a trajetória das duas é bem parecida.

Conheça a homenagem feita pela confeiteira Vanessa Grasielly à Juliette e saiba como a trajetória das duas é bem parecida.

Por Isabel de Andrade*

Um bolo de três andares, feito com massa branca e com camadas de recheio de limão siciliano e ganache. Essa foi a criação da chef e confeiteira mineira Vanessa Grasielly em homenagem à vencedora do Big Brother Brasil, Juliette Freire.

Como esbanja talento na fabricação de bolos personalizados, Vanessa não economizou na criatividade e nos detalhes. Fez questão de trazer elementos que fazem parte do dia a dia de Juliette.

No primeiro andar, está a imagem da paraibana. Também estão presentes os cactos, um símbolo de resistência da Caatinga muito mencionado por Juliette no programa, já que é uma planta que resiste ao clima seco e, mesmo assim, floresce. Aliás, os fãs da campeã são conhecidos como cactos.

Para decorar o segundo andar do bolo, a confeiteira escolheu a imagem de um céu com pássaros. O terceiro trouxe o bonequinho do BBB. E no topo do bolo estão batom, blush e uma paleta de sombras, fazendo referência à profissão de Juliette, que é maquiadora.

Juliette e Vanessa: histórias que são muito parecidas

Vanessa, que não costumava assistir ao reality, ouviu falar pela primeira vez de Juliette durante um curso com a confeiteira paraibana, Hanna Barros. Amiga da maquiadora, Hanna apresentou à turma nas primeiras aulas a mãe de Juliette e pediu o apoio das alunas para engrossar a torcida da maquiadora.

A cada capítulo do BBB, Vanessa se identificava mais e mais com Juliette, inclusive na aparência. A paraibana cresceu em uma família humilde, se formou em Direito e começou a trabalhar como maquiadora enquanto se preparava para encarar um concurso público para o cargo de delegada. Aí, veio o BBB e ela ganhou R$ 1,5 milhão com mais de 90% de aprovação. Tornou-se um fenômeno no Brasil.

A trajetória de Vanessa é semelhante. Ela também cresceu em uma família humilde em Moeda, na região metropolitana de Belo Horizonte. Os pais cultivam uma horta e comercializam verduras, legumes e frutas.

Quando ela se formou no Ensino Médio, aos 17 anos, quis se mudar para Belo Horizonte para estudar. A falta de condições da família para manter a filha em outra cidade não foi empecilho. Vanessa conseguiu um emprego como recepcionista de uma clínica médica e partiu para a capital mineira.

Falante e muito comunicativa, assim como Juliette, Vanessa decidiu que faria faculdade de Relações Públicas. E fez.

Mas, no meio dessa trajetória, ela se apaixonou pela confeitaria. Os olhinhos até brilhavam quando ela visitava a padaria do noivo, Marcelo Resende, no bairro Jardim Industrial, em Contagem, na região metropolitana.

Vanessa se lembra do dia em que pegou o primeiro bico de confeitar e esculpiu uma flor. Ela se apaixonou e mostrou que tinha talento para a coisa. Com o apoio do noivo, se matriculou em um curso de Gastronomia.

A confeiteira não perdeu tempo e montou uma cozinha dentro da padaria do noivo. Surgiu, assim, a Vanessa Grasielly Cakes. De lá, saem bolos e doces personalizados, doces tradicionais e gourmets para casamentos, aniversários e outros tipos de eventos.

No espaço, Vanessa também dá aulas particulares e compartilha tudo o que sabe com os alunos. “Gosto muito de ensinar”, confessa.

Ao longo da trajetória durante o curso de Gastronomia, a confeiteira traçou um caminho de sucesso. Venceu o Gastrouna, um evento destinado aos alunos no final do curso de Gastronomia do Centro Universitário UNA, onde estudou. Também fez parte da equipe que faturou o segundo lugar em um concurso de confeitaria em São Paulo que reuniu 65 competidores de todo o Brasil.

Por onde passa, Vanessa também faz questão de valorizar suas raízes fincadas no interior de Minas. Escolhe os ingredientes locais, gosta de cozinhar no fogão à lenha e sente orgulho do seu sotaque e do seu jeito mineiro de ser. Assim é também com Juliette, que se orgulha da cultura paraibana.

Planos? Tem muitos. Ela e o noivo querem montar uma cozinha onde pretendem fabricar salgados congelados para fornecer para eventos e lanchonetes. Também sonha em construir um atelier para dar aulas. Quer se tornar professora para formar futuros profissionais.

Vanessa é um orgulho para os pais. Mesmo com o vento soprando contra, ela encarou vários desafios e venceu. “Consigo olhar para trás e ver que fiz uma trajetória bonita”, comenta. É assim também com Juliette, que ainda não tomou conhecimento da homenagem prestada pela confeiteira mineira. Mas, fica a torcida para que o destino una essas duas vencedoras, a confeiteira mineira e a maquiadora paraibana.

Serviço:
Instagram: @vanessagrasielly_cakes
Contato: (31) 98390-5937

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
3 0
Views:
478
Article Categories:
Chefs e Mestres
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments