Bolinho frito de mandioca com carne seca: vai resistir?

Mais um clássico dos botecos de Minas Gerais. Bolinho frito de mandioca com carne seca bem apimentadinho. Que tal preparar e degustar acompanhado de uma boa cerveja artesanal?

Mais um clássico dos botecos de Minas Gerais. Bolinho frito de mandioca com carne seca bem apimentadinho. Que tal preparar e degustar acompanhado de uma boa cerveja artesanal?

Veja também outras 3 receitas de bolinhos fritos

Bolinho de mandioca com carne seca

Da Série: Petiscos dos botecos de Minas Gerais*

Ingredientes:

Para a massa:

  • 1 kg de mandioca
  • 1 gema
  • 5 colheres de farinha de trigo
  • tempero e pimenta malagueta a gosto
  • Farinha de rosca para empanar
  • Óleo para fritar

Para o recheio:

  • 500 g de carne seca
  • 1 Pimentão vermelho picado
  • cheiro verde a gosto

Preparo:

Para o recheio, cozinhar a carne seca, desfiar e misturar com o pimentão e o cheiro verde

Cozinhar a mandioca apenas com água, até que fique no ponto, não muito macia

Retirar as fibras e espremer bem, amassando até começar a dar liga

Esperar esfriar um pouco e pôr a gema, a pimenta, o tempero e a farinha de trigo

Amassar até dar o ponto de enrolar

Fazer bastões ou bolinhas, e ao centro pôr uma pequena porção do recheio

Passar cada bolinho na farinha de rosca e fritar em óleo quente, o suficiente para cobrir, virando com uma escumadeira para dourar por igual

Deixar escorrer em papel absorvente antes de servir

Bolinho de mandioca com carne seca: crocantes, sequinhos, apimentados e perfeitos para harmonizar com uma boa cerveja ou mesmo uma cachaça artesanal mineira

*Receita fornecida por Kênia Lacerda de Conceição do Pará para o Projeto Sabores de Minas

Kênia Lacerda e seus famosos bolinhos de mandioca: Conceição do Pará-MG

Mapa dos Territórios gastronômicos de Minas Gerais: o município de Conceição do Pará está localizado no Território Cerrado/Centro Oeste

EA/TG – CERRADO/CENTRO OESTE

Veja outras receitas de petiscos dos botecos de Minas Gerais

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.