Cuscuz bem acompanhado

Aprenda a preparar a versão mineira do cuscuz, que vem acompanhado com deliciosos ingredientes.

Cuscuz

Aprenda a preparar a versão mineira do cuscuz, que vem acompanhado com deliciosos ingredientes.

Por Isabel de Andrade*

O cuscuz se come no Brasil inteiro, tanto no norte quanto no sul. Só que as formas de preparo variam. O cuscuz paulista é feito de um jeito. O cuscuz nordestino, de outro.

Em Minas, o cuscuz é conhecido como fubá suado. É mais uma variação da receita. É uma pegada mineira com influência de outras culturas: africana, portuguesa e indígena.

A professora de Gastronomia Rosilene Campolina costuma preparar a receita com um ovo em cima. E vai ensinar o passo a passo, dando continuidade às comemorações do Dia do Ovo, celebrado em 8 de outubro.

Se é para representar o ovo em toda a sua versatilidade e complexidade, eu sugiro essa receita que, ao mesmo tempo, é muito simples e muito rica. E o ovo vai estar coroando esse prato. Rosilene Campolina.

Cuscuz
Aprenda a preparar a receita do cuscuz com a professora de Gastronomia Rosilene Campolina ( Foto: divulgação)

Cuscuz

Ingredientes:


Flocão de milho (para cuscuz): 250g
Água filtrada: 300g
Carne seca (de sol) ou charque Cozida e desfiada: 50g
Bacon picado cubos em macedoine: 40g
Manteiga: 30g
Queijo de Coalho: 50g
Queijo Muçarela pedaço: 50g
2 Ovos inteiros
Alho brunoisette (bem picadinho): 5g
Sal ou flor de sal defumada, pimenta do reino e páprica
Cheiro verde a gosto (opcional)
Coentro picadinho (opcional)
Bananas (opcional)

Modo de Preparo:

Coloque a farinha de milho flocão em uma tigela com um pouco de sal.

Ponha a metade da água e mexa bem. Vá adicionando o restante aos poucos e sentindo se a farinha está hidratada. Pode testar na mão fazendo um bolinho. Não pode ter excesso de água sobrando na tigela. Tem que ficar só um pouquinho para terminar de hidratar enquanto descansa. Deixe descansar por dez minutos.

Enquanto isso, frite o bacon. Refogue a cebola e carne seca. Tempere com cheiro verde.

Ponha a água na cuscuzeira, na parte que ficará em contato com o fogo. Em geral, vem o traço dentro da panela mostrando o nível máximo de água. A água não pode encostar na parte de cima da cuscuzeira, pois o cuscuz precisa cozinhar no vapor.

Depois de dez minutos, coloque em colheradas metade da massa na cuscuzeira. Não aperte, mas deixe a superfície lisa.

Hora do recheio

Coloque o recheio: primeiro a carne desfiada. Depois, a muçarela. Não deixe o queijo muito no canto para não grudar nas laterais da cuscuzeira quando derreter. Se quiser, faça mais uma camada de recheio.

Por cima, adicione o restante da massa do cuscuz, sem apertar, apenas nivelando por cima.

Encaixe essa parte da cuscuzeira na parte inferior, onde está a água. Ligue o fogo e deixe cozinhar por 10 minutos. Ou até o cheiro avisar que está pronto. O cuscuz deve ainda estar quente.

Doure o queijo coalho numa frigideira antiaderente untada com manteiga selando de todos os lados

Faça o ovo pochê ou frito com a gema mole para acompanhar. Para fazer o ovo poché, basta virar o ovo inteiro numa panela com água fervendo e gotas de vinagre. Com uma espátula, faça um redemoinho no centro da água e coloque delicadamente o ovo.

Se desejar, recheie o cuscuz também com bananas e ovos cozidos. O ovo frito pode também ser feito em frigideira untada com manteiga ou azeite. Basta colocar o ovo no centro da frigideira e tampar por uns 2 minutos ou até dar uma leve película branca sobre a gema. Mas, cuidado para não endurecer e passar do ponto.

Serviço:
Instagram: @rosilene_campolina
Site: chefachef.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
75
Article Categories:
Receitas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments