Chefs e Mestres

Pé de moleque de baru do mestre Nilo de Paracatu

Veja outras receitas de quitandas e doces de Paracatu – Território Gastronômico CERRADO/PARACATU

Pastéis de nata: confira mais uma receita das mestras quitandeiras de Paracatu

Biscoito doce frito: receitas da mestra Milena de Paracatu

Bolo de domingo: tradição dos fornos de Paracatu

Mestre Nilo

Quem frequenta a feira livre de Paracatu, aos sábados pela manhã, sempre vê Mestre Nilo Borges circulando com sua bicicleta e vendendo as delícias que faz com as castanhas de baru que abundam na região e que ele considera sinônimo de saúde “(…) mas não é ocaso de exagerar, três são suficientes. Eu mesmo tô com 70 anos, sou igual um jovem, porque alimento desde criança com castanha de baru”.

A castanha, que recentemente passou a ser devidamente celebrada como ouro do cerrado, assume as formas torradas, com e sem casca, além de paçoca e pé de moleque nas mãos do Seu Nilo da bicicleta do baru, como gosta de ser reconhecido.

Ele conta ter começado a fazer e vender doces há poucos anos, inspirado pelo irmão que trabalhou e prosperou com doces de amendoim. Mestre Nilo resolveu tentar o mesmo caminho, mas fazendo doces e outros produtos de baru, que como diz “é uma coisa, assim, mais moderna, tá sendo muito procurado”. E completa, “inclusive pra quem começou bem dizer, ontem, tô muito satisfeito. Tá dando muito certo”!

“Seu” Nilo do Baru: Paracatu – MG Foto (Arquivo EA)

RECEITA

Pé de Moleque de Baru

Da Série: Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Pé de Moleque de castanha de Baru: Receitas de Paracatu – Foto ( Arquivo EA)

Ingredientes:

  • 1 rapadura de 500 g
  • 250 ml de leite
  • 500 g de castanha de baru torrada e sem casca ( inteira ou triturada)

Preparo:

Picar a rapadura e levar ao fogo em uma panela com o leite

Deixar ferver até atingir a textura de melado (Fazer o teste da bola- colocando uma gota do melado numa vasilha com água fria – se formar uma bolinha com os dedos está no ponto)

Adicionar o baru e deixar ferver mais alguns minutos mexendo bem

Desligar o fogo e bater bem até esfriar e engrossar um pouco

Despejar numa superfície fria untada com manteiga

Alisar com uma espátula e deixar terminando de esfriar

Cortar em quadradinhos

* Texto e receitas do Livro: Paracatu – Paraíso das Quitandas – Eduardo Avelar/Letícia Cabral – Editora O Lutador 2017

@quintaisequitandas

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: o município de Paracatu, está localizado no Território Cerrado/Paracatu

EA/TG – CERRADO/PARACATU

Territórios Gastronômicos

Posts Recentes

Todo dia é Dia do Queijo: peça pela internet e receba sua iguaria em casa

Hoje se comemora o dia do queijo, mas entendemos que todo dia é dia de…

5 horas atrás

Sabores do Vale: Pão Cheio – Patrimônio de Santa Rita do Sapucaí – MG

Estreia hoje a coluna Sabores do Vale da nova colaboradora do Territórios Gastronômicos Izabelle Carli.…

7 horas atrás

Receitas que bombaram em 2021: Biscoito Tareco – fofinho e de sabor único com queijo Minas Artesanal

Acompanhe as receitas que mais agradaram ao público em 2021. Confira a receita do Biscoito…

9 horas atrás

Bolo de cenoura com cobertura de chocolate

Uma receita simplesmente irresistível.

2 dias atrás

Merci Bar a Vin: Receita harmonizada – bacalhau confitado com purê de batata doce roxa

Confira essa receita especial de bacalhau com purê de batata doce do Merci Bar a…

2 dias atrás

Território Vegano: salada com frango

Uma alternativa saudável sem ingredientes de origem animal.

2 dias atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!