Doces e Quitandas

Pudim de Pequi: Sabores do Cerrado

Veja receita do Chef Leo Paixão com Pequi:

Chef Leo Paixão e o Cerrado: sorvete de cagaita com praliné de castanha de pequi

Pudim de pequi

Da Série: Doces dos Quintais de Minas Gerais*

Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 latas de leite, medidas na lata de leite condensado
  • 1 colher de amido de milho
  • 2 colheres (de sopa, bem cheias) de polpa de pequi
  • 1 xícara de açúcar para a calda

Preparo:

Cozinhe o pequi sem sal e sem gordura, tire duas colheres de sopa de polpa e reserve.

No liqüidificador, bata os ovos e, em seguida, acrescente os outros ingredientes e a polpa.

Faça a calda colocando o açúcar em uma panela com água suficiente apenas para umedecê-lo.

Leve ao fogo e mexa até que dissolva e chegue a uma cor dourada.

Acrescente água e deixe ferver, mexendo sempre, até adquirir consistência de melado.

Use essa calda para caramelizar uma fôrma, como se estivesse untando a vasilha.

Coloque a mistura preparada anteriormente na fôrma e ponha em banho-maria por

40 minutos.

Espere esfriar para desenformar.

Antes de servir, coloque mais calda.

Pudim de Pequi: Receitas de Montes Claros-MG

*Receita fornecida por Maria Judith de Souza, de Montes Claros, para o Projeto Sabores de Minas

De pequi

Depois do almoço, nada como um doce de frutas, com o açúcar na medida exata e um gostinho de quero mais. a quituteira Maria Judith de Souza, de Montes Claros, entende do riscado, sabe de cor e salteado receitas novas e antigas e, em pouco tempo, prepara iguarias finas na sua cozinha.

O pudim de pequi é uma das suas especialidades, e mesmo aqueles que pensam duas vezes antes de chegar perto do fruto, devido ao cheiro e gosto fortes, podem ficar tranqüilos. Judith faz a coisa certa, não ultrapassa os limites e conquista o paladar de moradores e visitantes. Na sua casa, no Centro da cidade, recebe muitos pedidos para festas e recepções, de bombons a compotas e doces cristalizados.

Com simplicidade, Judith conta que aprendeu a cozinhar por “teimosia”. Foi perguntando, observando outras pessoas, e conjugou experiência e talento. Deu certo. O cuidado vai do início ao fim e o efeito final é maravilhoso. Já na bandeja, o pudim é coberto com calda de açúcar queimado e ainda leva, como decoração, pequenos pedaços de castanhas do próprio pequi. Impossível não repetir.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: o município de Montes Claros está localizado no Território Cerrado/Pequi

EA/TG – CERRADO/PEQUI

Territórios Gastronômicos

Posts Recentes

Todo dia é Dia do Queijo: peça pela internet e receba sua iguaria em casa

Hoje se comemora o dia do queijo, mas entendemos que todo dia é dia de…

6 horas atrás

Sabores do Vale: Pão Cheio – Patrimônio de Santa Rita do Sapucaí – MG

Estreia hoje a coluna Sabores do Vale da nova colaboradora do Territórios Gastronômicos Izabelle Carli.…

8 horas atrás

Receitas que bombaram em 2021: Biscoito Tareco – fofinho e de sabor único com queijo Minas Artesanal

Acompanhe as receitas que mais agradaram ao público em 2021. Confira a receita do Biscoito…

10 horas atrás

Bolo de cenoura com cobertura de chocolate

Uma receita simplesmente irresistível.

2 dias atrás

Merci Bar a Vin: Receita harmonizada – bacalhau confitado com purê de batata doce roxa

Confira essa receita especial de bacalhau com purê de batata doce do Merci Bar a…

2 dias atrás

Território Vegano: salada com frango

Uma alternativa saudável sem ingredientes de origem animal.

2 dias atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!