Gastronomia tem mercado promissor em Minas Gerais

Graduação em Gastronomia do Senac conquista nota 4 no Enade e se torna o melhor curso em Minas Gerais

Graduação em Gastronomia do Senac conquista nota 4 no Enade e se torna o melhor curso em Minas Gerais


por Luciana Hübner*


Minas Gerais está na lista dos 10 melhores cursos de Gastronomia do país. A graduação em gastronomia do Senac Minas conquistou nota 4 no Enade – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – em 2018 , a melhor do estado e a 7º melhor do país. Num mercado em expansão, a formação é um grande diferencial para alcançar uma melhor colocação profissional. “A gente consegue envolver os alunos com uma metodologia diferenciada e isso reflete no desempenho deles nas avaliações”, afirma o coordenador do curso, Adriano Vilhena.
A duração é de dois anos e contempla uma formação interdisciplinar. “Nosso objetivo é fazer a inserção do aluno no mercado não só como cozinheiro, mas também como empreendedor e gestor do negócio”, conta Vilhena.

Adriano Vilhena é coordenador do curso de graduação do Senac Minas (foto:divulgação)


Ainda de acordo com ele, a formação tem três pilares: básico, gerencial e técnico. “No eixo básico, o aluno aprende sobre a história da alimentação, conceitos de nutrição, ferramentas sensoriais e comunicação aplicada. A parte gerencial contempla conceitos de administração, controladoria, compras, gerenciamento de pessoal e sistemas operacionais. Já a pilar técnico engloba as técnicas de transformação do alimento”, destaca ele.


Crise econômica aquece setor de gastronomia


Segundo Vilhena, os últimos anos representaram um fenômeno no segmento de alimentação. Belo Horizonte, por exemplo, tem cerca de 60 mil postos de trabalho e é responsável por R$ 6 bilhões do PIB, o produto interno bruto. “O setor acaba sendo impulsionado porque todo mundo precisa comer”, avalia.


Recentemente, a capital mineira conquistou o título de Cidade Criativa da Gastronomia, um reconhecimento que pode servir de motor para o crescimento do segmento. De acordo com a prefeitura de Belo Horizonte, atualmente 246 cidades integram a rede de cidades criativas em todo o mundo. Elas trabalham em conjunto para colocar a criatividade no centro dos planos locais de desenvolvimento e compartilham, entre si, práticas de sucesso para fortalecer a criação, produção, distribuição e disseminação da cultura. “Esse título internacional traz essa responsabilidade, que é preparar nossos alunos para conquistarem esse mercado”, destaca Vilhena.


Perfil profissional


De acordo com Vilhena, o perfil dos alunos de graduação do Senac é bem variado. Cerca de 30% deles já têm outro curso superior e outros 30% começaram outra graduação e não terminaram ou vieram transferidos de outras escolas. “As pessoas vão ficando cansadas do ambiente onde trabalham e vêm na gastronomia uma válvula de escape para expressar a criatividade”, afirma ele.


A profissionalização abre vários campos de trabalho para o aluno, desde a cozinha tradicional até a moderna, sempre aliando experiência e sabor. Além disso, a gastronomia pode ser exercida em qualquer lugar do mundo. “É uma área de conhecimento que tem uma linguagem universal”, garante ele.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
214
Article Categories:
Acontece