João Deitado ou Cobu: deliciosa broa assada na folha de bananeira

Mais uma deliciosa receita dos Quintais e Quitandas de Minas Gerais, o João Deitado ainda é conhecido como Pau a Pique. Aprenda a receita desta broa assada na folha de bananeira.

Mais uma deliciosa receita dos Quintais e Quitandas de Minas Gerais, o João Deitado ainda é conhecido como Pau a Pique. Aprenda a receita desta broa assada na folha de bananeira.

João deitado do vale

*Da Série Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Foto: Sabores de Minas/EM

Ingredientes:

  • 400 g de fubá de moinho d’água
  • 200 g de farinha de trigo
  • 200 g de açúcar cristal (Opção- Receita Original com Rapadura)
  • 1 colher (sobremesa) de sal
  • 4 ovos caipira
  • 200 ml de óleo
  • 2 colheres (sopa, cheias) de manteiga
  • 2 colheres (sopa) de fermento em pó
  • 300 ml de coalhada
  • Folhas de bananeira
  • 2 gotas de água sanitária (para limpar as folhas)
  • 1 litro de água

Preparo:

  • Mergulhar as folhas de bananeira em um litro de água, juntamente com a água sanitária.
  • Deixar por 5 minutos.
  • Retirá-las e secá-las com pano de prato.
  • Reservar.
  • Em uma tigela, misturar os ovos, o óleo, o açúcar, o sal e a manteiga.
  • Acrescentar o fubá, a farinha, o fermento e a coalhada e misturar, até que a massa fique consistente.
  • Cortar cada folha de bananeira em quatro partes.
  • Em cada uma, colocar duas colheres (sopa) da massa e enrolar.
  • Levar ao forno na temperatura de 200 graus, por 30 minutos.

* Receita fornecida por Terezinha Nedis Miguel dos Santos, de Belo Vale para o Projeto Sabores de Minas

Sabedoria acolhedora

Uma paisagem inacreditável, um ambiente acolhedor e muitos fogões com histórias para contar. O nome já diz tudo: Belo Vale. O município, a 86 quilômetros de Belo Horizonte, tem uma das estradas mais bonitas do estado. É impossível não admirar, a cada curva, a imensidão do vale, que mistura o verde da natureza e as cores do céu. Tudo fica ainda mais formoso quando se encontra pelas ruas da pacata cidade o sorriso acolhedor e gentil de sua gente.

É como chegar à casa de Terezinha Nedis Miguel dos Santos que, numa imensa cozinha, reúne filhos e netos para um verdadeiro banquete. Nossa mãe é nosso maior tesouro, avisa Miriam Nedis, uma das filhas. E ela tem razão: Terezinha é daquelas pessoas que sempre têm à mesa um cafezinho passado na hora, regado a boa prosa. Sua casa é o paraíso para os netos, pois a avó está sempre aprontando delícias no fogão a lenha.

O joão deitado do vale, quitute feito com broa de milho e enrolado em folha de bananeira, é uma receita passada de geração em geração. Aprendi quando tinha 10 anos, quando já era a sobremesa preferida da casa. A coalhada é o grande segredo da receita. É ela que vai dar o ponto certo, garante. Uma outra dica é usar rapadura em vez de açúcar. E Dona Terezinha não dispensa a velha companhia: sua caneca esmaltada.

Com ela é que faço todas as medidas. Se não for ela, o sabor muda, diz. A receita pode ser simples, o que a faz divina é o amor. Sábias palavras.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Belo Vale está localizado no Território Central/Entorno

EA/TG – CENTRAL/ENTORNO

Conheça mais receitas da Série Quintais e Quitandas de Minas Gerais: Brevidade: Uma quitanda que derrete na boca

Biscoitos de 3 Farinhas: Uma receita de Família

Brevidade: Uma Receita que derrete na boca

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.