Tropeirão da Apae promete movimentar a cidade de Oliveira

Vem aí o Tropeirão da Apae de Oliveira, uma ação social que vai ajudar na manutenção das atividades da instituição. Serão preparadas mais de 300 marmitas para serem entregues em casa ou retiradas na entidade. A venda dos ingressos termina nesta sexta, dia 14 de agosto.

Vem aí o Tropeirão da Apae de Oliveira, uma ação social que vai ajudar na manutenção das atividades da instituição. Serão preparadas mais de 300 marmitas para serem entregues em casa ou retiradas na entidade. A venda dos ingressos termina nesta sexta, dia 14 de agosto.

Por Isabel de Andrade*

O almoço do sábado, dia 22 de agosto, estará garantido para os moradores de Oliveira, na região centro-oeste de Minas. É que a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, a Apae, está preparando uma ação que vai deixar a cidade inteira com água na boca, o Tropeirão da Apae.

As vendas dos ingressos já começaram e estão quase no fim. Vão terminar nesta sexta-feira, dia 14 de agosto. Mas, ainda dá tempo de garantir o seu. Em tempos de pandemia e isolamento social foi preciso se adaptar. É claro que não haverá um encontro presencial. Quem comprou o tropeiro poderá fazer a retirada na instituição ou recebê-lo em casa. O marmitex com meio quilo de feijão custa R$13.

Ingressos para o Tropeirão da Apae podem ser adquiridos até esta sexta, dia 14 de agosto ( Foto: divulgação)

A escolha da data não foi por acaso. É que todo ano, entre 21 e 28 de agosto, é comemorada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência. A diretora da Apae, Andréa Mara Silva Pinto, conta que esse período é celebrado anualmente com um almoço na instituição, onde as famílias dos alunos são recebidas. Mas, agora, devido à pandemia, isso não será possível. Já o tropeiro foi escolhido porque é o prato mais apreciado pelos convidados durante esse almoço. “Como as famílias não poderão estar presentes este ano é um jeito de homenageá-las e ver as crianças representadas”, explica Andréa.

Parte dos ingredientes foi doada. A instituição também recebeu doação em dinheiro e do vasilhame onde será servido o tropeiro. Toda a verba arrecadada será de grande importância para a manutenção das atividades da Apae. Hoje, lá, são atendidos diariamente 110 alunos e usuários nas áreas de educação e assistência. Além disso, são feitos cerca de 200 atendimentos na área da saúde a pessoas com deficiências física e intelectual moradoras de Oliveira e região. Elas recebem tratamentos com psicólogo, psiquiatra, fisioterapeuta, pediatra, neurologista, terapeuta ocupacional.

A arte do adesivo que vai colado ao marmitex foi feita pelos alunos da Apae ( Foto: divulgação)

Um verdadeiro batalhão foi convocado para que tudo dê certo e o Tropeirão da Apae seja um sucesso. A preparação do prato ficará por conta das cozinheiras da Apae, Maria das Graças Machado e Juceli de Lourdes Dinis. E elas vão contar com um exército que ficará responsável pela cozinha, montagem, pesagem e entrega. Todos são voluntários. O trabalho vai começar bem cedo e as entregas serão feitas entre 11h e 13h. Segundo a diretora, é um trabalho de formiguinhas que, juntas, ganham força. “Nós somos muito unidos. Sozinho, a gente não dá conta de nada”, diz Andréa. Serão feitas 310 marmitas. E a expectativa, claro, é que não sobre nenhuma.

Serviço:
Para reservar o tropeirão ou oferecer qualquer tipo de ajuda à Apae é só ligar para (37) 3331-2665.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
291
Article Categories:
Acontece