Doce de jenipapo: uma jóia histórica dos quintais de Minas Gerais

Uma fruta quase esquecida, que faz parte da rica história dos 300 anos de Minas Gerais e suas receitas dos quintais. Esse doce é a pura fruta, azedinha e cristalizada no açúcar. Uma delicia inesquecível. O jenipapo é uma fruta nativa do Brasil, encontrada em quase todo o país, do norte ao sudeste, e nos quintais de Minas já fez história com seus doces, licores, chás e outras receitas nutritivas e até medicinais..

Uma fruta quase esquecida, que faz parte da rica história dos 300 anos de Minas Gerais e suas receitas dos quintais. Esse doce é a pura fruta, azedinha e cristalizada no açúcar. Uma delicia inesquecível. O jenipapo é uma fruta nativa do Brasil, encontrada em quase todo o país, do norte ao sudeste, e nos quintais de Minas já fez história com seus doces, licores, chás e outras receitas nutritivas e até medicinais..

Doce de jenipapo

Da Série: Doces dos Quintais de Minas Gerais*


Estado de Minaspostado em 10/03/2017 08:40

(foto: Jair Amaral)
(foto: Jair Amaral)

Ingredientes:

– Doce de jenipapo

– 1 kg de açúcar cristal, mais o suficiente parafinalizar o doce

– 2 kg de jenipapo

Modo de Preparo:

Descascar os jenipapos e retirar as sementes; lavar e cortar a polpa em tiras. Levar ao fogo alto com o açúcar. As tiras irão soltar água e, depois de 10 minutos, ou quando o líquido secar, como se o doce estivesse fritando na panela, retirar do fogo. Pôr as tiras em uma vasilha e, quando esfriar, passá-las no açúcar refinado.

Continua depois da publicidade

*Receita fornecida por Antônia Aparecida Costa de Buritis para o Projeto Sabores de Minas

(foto: Jair Amaral)
(foto: Jair Amaral)

Coração de cozinheira

Para quem está sempre aberto a receber sabedoria, a vida é um aprendizado sem fim. Isso se aplica muito bem à cozinha. Que o diga Antônia Aparecida Costa, moradora de Buritis. Apaixonada desde nova por panelas e fogões, a mineira carrega grande bagagem de conhecimento do assunto, acumulado graças ao convívio com pessoas experientes. O trabalho em casas de famílias foi o que mais lhe proporcionou a troca de conhecimento e de receitas.

Foi na casa de dona Maria de Lourdes, a personagem da receita anterior, que ela aprendeu duas iguarias com os frutos da terra: gergelim e jenipapo. O primeiro é ingrediente de uma salada de sabor sofisticado, mas de preparo bem simples. A outra é uma sobremesa que é uma senhora tentação. Daquelas que dá vontade de beliscar a todo momento, dado o misto de azedinho e doce. Antônia está na casa de Lourdes há seis anos, onde se sente como se estivesse em sua própria residência.

E como faria em seu lar, a cozinheira recebe os viajantes da maneira com que os mineiros parecem carregar no sangue. Com a cozinha aberta e muitos agrados a oferecer ao pé do fogão.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Buritis está localizado no Território Cerrado/Buritis

EA/TG – CERRADO/BURITIS

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.