Chef Léo Paixão e o cerrado: sorvete de cagaita com praliné de castanha de pequi

Aprenda mais uma receita do grande profissional Léo Paixão em uma homenagem ao Território do Cerrado. Sorvete de cagaita com castanhas de pequi.

Aprenda mais uma receita do grande profissional Léo Paixão em uma homenagem ao Território do Cerrado. Sorvete de cagaita com castanhas de pequi.

Sorvete de cagaita com praliné de castanha de pequi

Por: Leo Paixão*

Ingredientes:

Para o sorvete:

  • 500 g de polpa de cagaita
  • 50 g de glicose
  • 70 g de açúcar refinado
  • suco de 1 limão capeta

Para o praliné:

  • 200 g de castanha de pequi inteira
  • 150 g de açúcar refinado
  • manteiga ou óleo para untar

Para a execução:

  • 500 g de sal grosso
  • 1 litro de álcool
  • 5 kg de gelo quebrado

Preparo:

Levao ao fogo a polpa de cagaita com o suco de limão

Quando estiver na temperatura morna por a glicose e misturar para que fique homogêneo.

Por o açúcar e mexer até dissolver

Caso tenha uma máquina própria para o sorvete, despejar a mistura e aguardar o tempo recomendado

Caso não tenha, levar a mistura ao freezer e deixar até quase chegar ao ponto de congelamento

Em uma vasilha colocar 500 g de sal grosso, um litro de álcool e cinco kg de gelo quebrado

Pôr um bowl de inox, e, aos poucos, pôr a mistura do sorvete, batendo bem com um fouet até que fique na consistência de sorvete

Para o praliné, levar o açúcar ao fogo

Quando começar a virar um caramelo, desligar o fogo e colocar as castanhas de pequi

Misturar e virar rapidamente em um tabuleiro untado

Deixar esfriar por cerca de 30 minutos e bater em um liquidificador para triturar, mas não muito

Servir o sorvete acompanhado do praliné

Chef Leonardo Paixão – Belo Horizonte

*Receita fornecida pelo chef Leonardo Paixão de Belo Horizonte para a Revista Sabores de Minas – Roteiros Gastronômicos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 1
Views:
180
Article Categories:
Receitas