Bochecha de porco com maionese de alho: harmonizando com cerveja

Bochecha de porco com maionese de alho

Por: Juliano Caldeira*

Ingredientes:

  • 6 unidades de Bochecha de porco
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 talo alecrim
  • 1 talo tomilho
  • 1 colher (café) páprica picante
  • 1/2 cebola picadinha
  • 1 tomate picadinho
  • 1 dente alho picado
  • 1 batata asterix

Modo de preparo:

Numa panela quente sele as bochechas e reserve. Refogue as cebolas com alho, adicione os demais ingredientes e misture bem. Volte com a bochecha para a panela e deixe na pressão por 40 min.

Cozinhe a batata por 20 minutos e depois frite por imersão.

Sirva a bochecha sobre as batatas e o molho por cima.

Ingredientes maionese de alho

  • 300 ml óleo girassol
  • 3 gemas ovos
  • 6 dentes alho
  • 1 colher sopa mostarda
  • 1 limão
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Paprica picante a gosto

Modo de preparo:

Numa batedeira, adicione as gemas e bem devagar coloque o óleo e deixe bater ate virar um creme. Coloque o alho bem picadinho, suco do limão, mostarda e páprica e deixe bater mais um pouco.

Harmonizando:

A dica de estilo da Cerveja de hoje é a White Winne, cerveja de rica textura, com significativo sabor de grãos, pão e com um corpo elegante e limpo, de álcool elevado. A ênfase está em primeiro lugar nos sabores de pão e trigo, com interessante complexidade, devido ao malte, o lúpulo, as características frutadas da levedura e a complexidade do álcool. Moderado a moderadamente alto sabor de malte de trigo, que predomina no balanço do sabor sobre qualquer caráter do lúpulo. Notas baixas a moderadas de pão, tostado, caramelo ou mel

Harmonização:

Como a cerveja é rica em maltes e se sobressaem sobre os lúpulos, precisamos de uma carne marcante, rica em sabor e levemente adocicada. O molho levemente ácido dá um contraste muito muito bom com a cerveja.

A dica de hoje é a Cerveja Oncotô Wheatwine da Cervejaria Libertastes. Uma cerveja com rica textura, dourado profundo. Sabor de grãos e pão, notas de mel e frutas secas. Corpo elegante e limpo. De álcool elevado para ser apreciada lentamente, em pequenos espaçados goles. 10% ABV

*Juliano Caldeira é chef de cozinha, especialista em cervejas artesanais e colaborador do Territórios Gastronômicos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
144
Article Categories:
ColunaReceitas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments