Coluna

Sabores do Vale: Fé e Gastronomia na celebração à Santa Rita de Cássia

Turismo religioso e gastronômico

Por: Izabelle Carli*

A fé e a devoção por Santa Rita de Cássia, a padroeira de Santa Rita do Sapucaí – agrados para o coração e o paladar!

A imagem fundadora do município, trazida pelos portugueses no fim do século XIX, fica guardada no Santuário de Santa Rita de Cássia e é tombada pelo patrimônio histórico municipal

Maio. Tempo de celebrar a padroeira de Santa Rita do Sapucaí, Santa Rita de Cássia, a padroeira das causas impossíveis, protetora das viúvas e a santa das rosas, cuja a fé, devoção e agradecimentos por bençãos alcançadas atrai para a cidade milhares de pessoas de todo o Brasil, romeiros que vem ao Santuário e à capela, réplica perfeita da capela onde jaz o corpo incorrupto da Santa em Cássia, na Itália.

Milhares de devotos, romeiros de todo o Brasil participam da procissão no dia de Santa Rita de Cássia, 22 de maio. Ela foi canonizada em 1900,

Uma das manifestações populares mais lindas e emocionantes de se presenciar, a procissão de Santa Rita de Cássia percorre as ruas da cidade, no dia 22 de maio, data de seu falecimento, em 1457, carregada de emoção e fé. Devotos se revezam para carregar o andor que é esplendorosamente decorado com flores e luzes, crianças se vestem com o hábito da ordem religiosa agostiniana que ela abraçou e muitos penitentes pagam suas promessas e fazem seus agradecimentos à querida Santa.

Margherita Lotti, nome de batismo de Santa Rita, é homenageada na zona rural de Santa Rita do Sapucaí com o roteiro dos cupinzeiros e a venda de quitutes – @acasadofazer

Mas tem também os agrados para o paladar, para os olhos. Tem as delícias, os quitutes que são preparados especialmente para a Festa de Santa Rita, tradicional e cheia de surpresas. Uma delas é o roteiro preparado pelos moradores dos bairros rurais do Vintém e Vilelas para você conhecer a vida de Santa Rita e, de quebra, ainda comprar doces, queijos, biscoitos, roscas, cartuchos feitos pela vizinhança. O projeto foi idealizado pela Casa do Fazer e tem atraído turistas para percorrer a pé o caminho dos cupinzeiros, onde são instaladas imagens e referências à vida de Santa Rita. Outros roteiros já realizados e que já estão entrando para o calendário turístico são os de natal e das festas juninas.

As estradas rurais se enchem de cor, referências e homenagens à Santa de devoção ( @acasadofazer )

Novidade: cartuchos feitos com a palha da bananeira @artesanatopalhaviva – recicláveis, compostáveis, proteção para o meio ambiente

Sempre pensando em sustentabilidade, utilizando conceitos do Design Circular, a Casa do Fazer ( @acasadofazer ) e a a artesã Maria Amélia Diniz Coutinho ( @artesanatopalhaviva ) desenvolveram o projeto dos cartuchos de doces feitos com a palha da bananeira, para que todos os métodos e insumos de sua fabricação sejam reciclados no pós-uso, resultando em menos lixo, menos contaminação do solo e mais qualidade para nosso planeta.

Terço de Santa Rita de Cássia feito com pétalas de rosas recicladas, recolhidas das devoções dos romeiros – @arteirasdovale

E o que dizer destes lindos terços feitos com pétalas das rosas que são deixadas pelos romeiros na capela da Santa, recicladas e transformadas em peças artesanais? Outro projeto fantástico de design circular desenvolvido pelas Arteiras do Vale, grupo de artesãs da cidade ( @arteirasdovale ).

RECEITA

Foto ilustrativa –

Licor Creme de Café Cappuccino

Mais uma receita deliciosa para curtir o friozinho do sul de Minas. Receita do Nicola Fendrich, de Santa Rita do Sapucaí, do antigo e saudoso restaurante Choppirado, publicada no livro “Delícias do Café”, de Marina de Castro Barbosa.

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado
  • 2 latas de leite de soja
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 lata de conhaque
  • 3 colheres ( sopa ) de café solúvel ou 1 xícara (chá ) de café passado bem forte
  • 3 colheres ( sopa ) de chocolate em pó

Modo de fazer

  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador. Bata por 1 minuto e leve à geladeira por 24 horas. Sirva e mantenha gelado.

Com informações do site Educação UOL  e A Casa do Fazer

*Izabelle Carli é Jornalista, Promotora de Eventos, apaixonada pela cultura e pelos melhores sabores do Vale do Sapucaí no sul de Minas Gerais e é Colunista Colaboradora do Territórios Gastronômicos

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: o município de Santa Rita do Sapucaí está localizado no Território Mantiqueira/Sul Suíça

EA/TG – MANTIQUEIRA/SUL SUÍÇA

Territórios Gastronômicos

Posts Recentes

Território Vegano: creme de aspargos com alho-poró

Um caldo delicioso sem ingredientes de origem animal. Confira.

5 horas atrás

Cuscuz de cogumelos com ratatouille: Harmonizando com cerveja

Acompanhe mais uma receita do chef Juliano Caldeira e sua proposta de harmonização com cervejas…

1 dia atrás

Minas na Mesa: Empadão de frango caipira com quiabo

Acompanhe as receitas de cozinheiros e quitandeiros de Minas para o Livro Minas na Mesa,…

1 dia atrás

Espaguete ao pesto com casquinha crocante de queijo

Uma combinação mais do que perfeita: massa, pesto e queijo.

1 dia atrás

Uma pipoca que você vai amar

Dica imperdível para saborear neste fim de semana.

2 dias atrás

Minas na Mesa: Leitão Bêbado

Conheça mais uma receita do livro Minas na Mesa, publicado em homenagem aos 50 anos…

2 dias atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!