Dia da Imigração Italiana: confira outra receita de pratos italianos que só existem no Brasil - Territórios Gastronômicos

Dia da Imigração Italiana: confira outra receita de pratos italianos que só existem no Brasil

Nas comemorações do dia da imigração italiana no Brasil, aprenda mais um clássico culinário criado aqui no Brasil pelos imigrantes. Confira a Fogazza!

Nas comemorações do dia da imigração italiana no Brasil, aprenda mais um clássico culinário criado aqui no Brasil pelos imigrantes. Confira a Fogazza!

Dia da Imigração Italiana: confira pratos italianos que só existem no Brasil

A imigração italiana marcou diversos aspectos na cultura brasileira, a culinária talvez seja um dos mais marcantes

No dia 21 de fevereiro é comemorado o Dia Nacional do Imigrante Italiano no Brasil, escolhido em 2008 para celebrar a chegada do navio La Sofia, que aconteceu na mesma data em 1874. O navio atracou em Vitória (ES) e desembarcou 386 italianos, marcando o início da imigração em massa de italianos no Brasil. Uma das grandes heranças deixadas pelos imigrantes foi a culinária, que está presente no dia a dia de todos os brasileiros e inspirou a criação de diversos pratos conhecidos como italianos, mas não são exatamente iguais às receitas originais. A Selmi traz algumas sugestões de pratos conhecidos como italianos mas que foram adaptados e criados pelas colônias italianas no Brasil:

Fogazza

Receitas Selmi*

Podendo ser confundida com a “focaccia”, um pão baixo geralmente temperado com azeite de oliva, sal grosso e alecrim, a fogazza é parecida com um pastel em meia lua. Preparado com farinha de trigo e batata e com recheio diverso, esse prato é comum em celebrações católicas em São Paulo. Criado no Brasil pela colônia Italiana, a receita é muito parecida com a receita tradicional de “panzerotto”, uma espécie de calzone frito pequeno, muito comum na região da Apúlia, no sul da Itália. Confira a receita:

Ingredientes

3 xícaras da Farinha de Trigo Tradicional Premium Renata

1 colher (chá) de sal

2 colheres (chá) de açúcar

1 colher (chá) de fermento biológico instantâneo

1 colher (sopa) de manteiga

200 ml de água morna, ou mais se precisar

Recheio da sua preferência (sugestões: queijo, carne moída, frango desfiado com requeijão, palmito)

Modo de preparo

1. Misture os ingredientes secos com uma colher, abra um buraco no centro e coloque a manteiga e aos poucos a água, até que a massa fique numa consistência que não grude nas mãos quando for sovar.

3. Sove a massa até ficar lisa e deixe descansar até dobrar de volume.

5. Pegue pequenas porções de massa, modele em formato de meia lua e recheie como desejar.

6. Frite em óleo quente e escorra o excesso do óleo antes de consumir.

*O Pastifício Selmi, responsável pelas marcas Renata, Galo e Todeschini, é um grande exemplo de como a imigração italiana tem fortes influências na gastronomia brasileira. Fundada em 1887 pelo imigrante Adolpho Selmi, atualmente a marca está presente nos lares das famílias brasileiras levando diversidade de produtos em massas, biscoitos, farinhas e azeites. Com quase 137 anos de história, a empresa surgiu a partir do desejo de seu fundador de difundir a tradição gastronômica de seu país.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
133
Article Categories:
Receitas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments