Bolos: Doces ou Salgados? Eis a Questão!

Uma escolha difícil quando se trata de quitandas preparadas com ingredientes especiais, muito carinho e respeito às tradições regionais.

Uma escolha difícil quando se trata de quitandas preparadas com ingredientes especiais, muito carinho e respeito às tradições regionais.

Por Isabel de Andrade*

O bolo salgado conquista o seu espaço

Quando você entra em uma boleria, espera encontrar bolos doces. Certo? Mas, imagine a surpresa quando você tem disponíveis várias opções de bolos salgados no cardápio? Pois é exatamente isso o que acontece na loja Bolo Doce Bolo em Belo Horizonte. A ideia inovadora partiu da proprietária Nalu Saad depois de perceber a preferência dos clientes por um lanche salgado.

Veja Também: Aprenda a fazer o melhor pudim de leite condensado do mundo

Deu certo. Um ano depois de abrir a loja em setembro de 2016, Nalu começou a desenvolver a massa básica para as receitas. O primeiro recheio foi de ervas finas com presunto. Depois, a empresária investiu na sofisticação e, atualmente, oferece oito sabores. Entre eles, tomate seco com manjericão, alho-poró com catupiry, abacaxi com peito de peru, linguiça com pimenta biquinho e carne de sol com mandioca.

Os fornecedores são escolhidos a dedo. A empresária dá preferência para os pequenos produtores locais. A carne de sol, por exemplo, vem de Montes Claros. O queijo é produzido em propriedades que ficam perto de Belo Horizonte. Ponto para a sustentabilidade. Ela explica também que, assim, investe em um ciclo em que os pequenos empreendedores se ajudam. “E um acaba se tornando cliente do outro”, comenta.

Além do bolo no tamanho tradicional, a loja oferece ainda o muffin. O formato menor é muito apreciado pelos clientes que optam por lanchar no local ou levar o mini bolo para casa.

O bolo doce

Quando a Bolo Doce Bolo foi aberta, eram oferecidos 15 sabores. Três anos depois, já são 42 tipos. Na vitrine, nunca faltam os de cenoura, limão, laranja e leite ninho, o queridinho dos clientes. Diante dos pedidos, a casa passou a oferecer também a linha de bolos de pote, que são campeões de encomenda para festas de aniversário infantis, e os tradicionais docinhos como brigadeiro e beijinho. Outra novidade que entrou no cardápio foi o naked cake, feito especialmente para o buffet de casamentos.

Todos os bolos têm aquele gostinho que remete à casa de vó, sabe? Uma condição da qual a proprietária não abre mão. Por isso, o controle da qualidade é rígido. Nas receitas, não entram de jeito nenhum essências, saborizantes e nem emulsificantes.

Veja Também: Receita Francesa – Gallete de Frutas Vermelhas

Já no primeiro ano de funcionamento da loja, Nalu Saad conseguiu reduzir em 30% a quantidade de açúcar nas receitas. Não foi fácil chegar lá sem comprometer a textura da massa, mas ela conseguiu. Aproveita o doce natural dos ingredientes como a laranja e a cenoura e oferece um produto mais saudável para os clientes.

Outra novidade é a linha de bolos inclusivos, vendida sob encomenda. Há opções low carb, que não contêm carboidrato, lactose, açúcar e glúten. O bolo vegano é feito sem proteína animal, ou seja, nada de ovo, leite ou manteiga. E tem também o bolo sem lactose para quem tem intolerância.

Solidariedade que sai do forno

Na vitrine da loja, só tem bolo fresquinho, feito no dia. Tudo o que sobra é doado para um abrigo infantil. Quem chega à loja e não pode pagar também nunca volta para casa sem um pedaço de bolo e um cafezinho. Essa corrente de solidariedade teve o seu primeiro elo construído logo na inauguração do espaço. Nalu lembra que a primeira pessoa que atendeu foi um homem que trabalhava em uma obra e não tinha dinheiro para comprar um lanche. Ele pediu e foi atendido.

Como aprendeu com a mãe a nunca negar comida, a empresária fez da doação uma prática. Depois que a história foi publicada no site Razões para Acreditar, os clientes construíram outros elos dessa corrente e passaram a deixar pagos bolos para serem destinados a quem não pode pagar, o que ficou conhecido como bolo do irmão.

A jornalista, que também é escritora e já publicou três livros, passou a escrever há três anos uma nova história. E ela conta com a ajuda do sócio e marido, o designer gráfico e diagramador, Ubiritã Teixeira. Uma história de muitas fornadas, talento, amor e dedicação.

Serviço:

Bolo Doce Bolo

Rua Barão de Coromandel, 41, bairro Caiçara, Belo Horizonte.

Contato: (31) 2520-0697.

Fotos: Maria Teresa de Paula ( @Tete_portrait) e reprodução Instagram.

*Isabel de Andrade é Jornalista e Colaboradora do Territórios Gastronômicos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
2 0
Views:
185
Article Categories:
Doces e Quitandas