O dia em que tomar um café deixou de ser apenas degustar uma bebida

Visitar a Fazenda Recanto, no sul de Minas Gerais, mudou o conceito de tomar café. O tour foi feito por um grupo de 13 pessoas que acompanharam todo o processo de produção desde a colheita até o preparo. Confira neste artigo como foi essa experiência

Visitar a Fazenda Recanto, no sul de Minas Gerais, mudou o conceito de tomar café. O tour foi feito por um grupo de 13 pessoas que acompanharam todo o processo de produção desde a colheita até o preparo. Confira neste artigo como foi essa experiência

Por Débora Reis*

“Os amigos do Coffee & Joy nos proporcionaram uma experiência incrível!! Somos curiosos e apreciadores de café. Assim, conhecer do início ao fim a produção do café, da fazenda até a torra, nos fez entender muito mais a dificuldade de se obter um café especial. Entender que os pequenos cuidados no cultivo, secagem, seleção e torra podem gerar na nossa xícara foi intrigante e fantástico ao mesmo tempo. Passamos a apreciar ainda mais uma boa xícara de café! Descobrir que a cata do café pode ser bom para aliviar o stress foi ótimo! Muito obrigada, Coffee & Joy, pela experiência!”

Lara Lebreiro, advogada, e Pedro Gonzaga, analista de investimentos, amantes de café e assinantes do Coffee & Joy

Esse foi apenas um dos relatos do que a visita à Fazenda Recanto proporcionou às pessoas que participaram dessa incrível jornada. Assista ao vídeo do nosso roteiro para entender o porquê dessa resenha. Além disso, para o pessoal presente, tomar um café deixou de ser apenas degustar uma bebida.

Confira o vídeo com o registro da visita

O dia foi 17 de junho de 2017, em Três Pontas, bem no sul de Minas Gerais. Uma manhã ensolarada e fresca. A turma de 13 pessoas apaixonadas por café se encontrou na cafeteria da Cooperativa da cidade para pegar a estrada de terra.

Pé na estrada, em direção a Carmo da Cachoeira, para a Fazenda Recanto. Mas, primeiro, um pequena paradinha para apreciar a Serra de Três Pontas.

Serra de Três Pontas ( Foto: divulgação)

Na Fazenda

Chegando à Fazenda Recanto, todos no meio da lavoura, onde o produtor Francisco deu a primeira “aula” e mostrou que café é estudo, conhecimento, técnica e muito, muito trabalho. Falou desde o manejo de uma lavoura ao longo do ano, principalmente dos cuidados preparatórios para época de colheita, até sobre a escolha da planta do café e a região de plantio.

Enganou-se quem achou que iria só passear. Todos colocaram a mão na massa! Depois de ver a demonstração da colheita do café, todo mundo teve a oportunidade de “panhar” os grãos, direto do pé. Houve quem disse que a experiência foi terapêutica.

Colheita de café na Fazenda Recanto ( Foto: divulgação)

Da lavoura seguimos para o lavador. Vimos os cafés chegando de trator ao lavador e sendo separados. Em seguida, sendo levados para o terreiro e, posteriormente, o trabalho de secagem. Com a ajuda de uma moto ou na mão, os trabalhadores rodam os cafés em torno de 15 vezes ao dia, para garantir uma seca uniforme aos grãos.

Na parte de maquinação, vimos o funcionamento do secador, descascador, beneficiamento e a chegada do grão cru às sacarias, com, é claro, uma grande aula do produtor Francisco.

Produtor Francisco dá uma aula para os visitantes ( Foto: divulgação)

Fechada a visita à Fazenda Recanto, seguimos para a Fazenda Triunfo. A fazenda Triunfo é uma propriedade centenária, herdada pelo Sr. Adolfo Reis, pai do produtor Francisco. Tivemos um acolhedor almoço, com uma bela feijoada, e muita prosa boa! Como já dizia um velho ditado popular: “Barriga cheia, pé na areia”, só que no nosso caso, é na terra mesmo! Assim, seguimos para a cidade.

No Armazém

Chegamos ao Armazéns Gerais Padre Vítor, já na cidade de Três Pontas, MG. Sérgio Miranda, um dos fundadores do Coffee & Joy, deu uma aula de classificação de café para os nossos visitantes!

Nos Armazéns Gerais Padre Victor, Sérgio Miranda fala sobre classificação de café ( Foto: divulgação)

Mostramos como são armazenados os cafés, como a escolha e a separação de grãos de qualidade influenciam a bebida e os principais defeitos que são encontrados no café. Com isso, em uma mesa de prova, colocamos uma amostra de Café Coffee & Joy e uma de café tradicional para evidenciar as diferenças sensoriais de cada um. Na xícara, foi demonstrado como os defeitos que não são separados dos cafés tradicionais interferem diretamente no gosto do café. A surpresa foi grande e a diferença montanhosa, já que os defeitos do café trazem, além do amargor, aromas e sabores indesejáveis.

Na Torrefação

Dando sabor aos grãos! Partimos para a etapa da torra do café. Em uma torra comentada pelo barista Jefferson, os visitantes puderam entender melhor como a torra bem feita irá influenciar na qualidade da bebida. Mais do que isso, foi possível visualizar todas as etapas pelas quais os grãos passam enquanto estão sendo torrados, incluindo a caramelização, liberação de óleos e definição dos sabores e aromas do café.

Torrando café da Fazenda Recanto ( Foto: divulgação)

Por fim, fizemos uma degustação comentada do café para que pudéssemos perceber, juntos, as sensações que os grãos de qualidade nos proporcionam.

Na sua casa

Uma rápida, porém completa visita a toda cadeia do café, entendendo como ela funciona e todo o cuidado que os integrantes dessa cadeia precisam ter para entregar para você uma bebida fina e da mais alta qualidade, te aproximando da origem e dos responsáveis por essa pérola que chamamos de café!

Todos os participantes da visita da Fazenda Recanto ( Foto: divulgação)

E o que acharam nossos visitantes? Vamos ver?

“Fantástico acompanhar toda a rota do café, da lavoura até a xícara. Visitar a fazenda, ver todo o processo da colheita e como é feita a escolha dos melhores grãos deixou claro para mim que não é trabalho fácil. Muito bom presenciar e sentir toda a dedicação com que vocês realizam o trabalho de trazer sempre os melhores cafés. Foram tantas as dicas que, agora, saborear um bom café não é mais a mesma coisa.”

Tannus Esquerdo, desenvolvedor de software, amante de café e assinante Coffee & Joy

“Visitar a Fazenda Recanto e conhecer o processo de produção do meu café preferido, do plantio à minha xícara, me ensinou que café não é só uma bebida, e sim um ritual. Obrigado Coffee & Joy!”

Breno Mansur, administrador, e Vanessa, esteticista, amantes de café e assinantes Coffee & Joy

“A visita/expedição foi sensacional! Tivemos a oportunidade de conhecer e participar de todo processo que envolve a produção do café, da lavoura à caneca. A visita mudou nossa visão sobre a complexidade e o trabalho tão bonito das pessoas que trabalham o café! Sem dúvida, foi uma experiência única que envolveu cultura e lazer! Parabéns à Coffee & Joy pelo trabalho!”

Isabela Vieira, empresária e Halled Bersan, empresário, entusiastas do café.

“Passei a apreciar ainda mais os cafés após ter tido a oportunidade de aprender mais sobre enquanto colhia com as minhas próprias mãos os grãos e depois ver todo o processo da lavoura até o armazém, entender mais sobre a seleção e qualificação dos grãos, e finalizar a visita apreciando um café torrado e moído na hora tornou a visita à Fazenda Recanto uma experiência única. O café, para mim, agora é um ritual especial do dia.”

Simone Ferreira, arquiteta, assinante Coffee & Joy

Veja Também: A surpreendente cadeia do café

Esse conteúdo foi originalmente postado por Coffe & Joy em: Café não é só degustar uma bebida

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
331
Article Categories:
Coluna