Bolinho frito de abóbora com carne seca

Bolinho de abóbora com carne seca

Da Série Petiscos dos Botecos de Minas Gerais*

Ingredientes:

Para o recheio

– 300 g de carne seca

– 1 colher (sopa) de azeite

– 2 dentes de alho picados

– 1 cebola média picada

– Cheiro verde

– Pitadas de sal e de pimenta-do-reino branca

Para a massa

– 250 g de abóbora japonesa

– Cheiro verde

– 1 pitada de sal

– 60 g de manteiga

– 350 ml de leite

– 450 g de farinha de trigo

– 1 colher (sopa) de azeite

Para empanar

– 300 g de farinha de rosca

– 5 ovos

– 250 ml de azeite

– 1 litro de óleo

Preparo:

O Recheio

Cortar a carne em cubos e cobri-la com água e gelo. Deixar de molho por 24 horas, trocando a água a cada seis horas e acrescentando mais gelo. Escorrer, pôr água limpa e cozinhar na pressão por 30 minutos. Escorrer e desfiar a carne, deixando-a bem limpa. Numa frigideira, aquecer o azeite, pôr o alho e deixar dourar. Acrescentar a cebola e mexer até murchar. Colocar a carne-seca e temperar com cheiro verde, sal e pimenta.

A massa

Pôr a polpa da abóbora numa panela. Cobrir com água, pôr o cheiro verde, uma pitada de sal e cozinhar. Quando ficar bem macia, descartar o cheiro verde, separar 350 ml do caldo e desprezar o restante. Colocar a abóbora escorrida no liquidificador e bater com a metade da manteiga e um pouco do caldo reservado (só o suficiente para bater). Levar o leite e o restante do caldo para ferver com a abóbora batida.

Despejar de uma só vez a farinha de trigo e misturar bem. Cozinhar, mexendo sempre, até a massa desgrudar do fundo da panela. Pôr a outra metade da manteiga e o azeite. Misturar bem. Despejar a massa em uma bancada, cobrir com um pano úmido e reservar.

Os bolinhos

Retirar uma colher (sopa) da massa, abrir na palma da mão e colocar uma colher (chá) de recheio. Moldar os bolinhos. Para empanar, passá-los na farinha, nos ovos batidos com leite e na farinha novamente, antes de fritá-los no óleo com o azeite.

* Receita fornecida por Adriana Lettieri de Varginha para o Projeto Sabores de Minas

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 20200710161855756551a.jpg


Tira-gosto tipo exportação

A princípio, o espaço foi criado para divulgar a Palmerinha, cachaça destilada por Ricardo Nogueira Petrin. Mas não deu certo. Sua mulher, Adriana Lettieri, teve a idéia de incrementá-lo. “Achei que se a gente fizesse drinques com a cachaça e bolinhos de tira-gosto poderia dar certo”, conta. Durante quatro anos o casal serviu apenas quatro tipos de bolinhos e alguns drinques feitos com a branquinha.

A clientela começou a simpatizar e a propaganda boca a boca fez com que o bar ganhasse fama em Varginha, tornando-se praticamente um ponto turístico. O Pinga com Torresmo é hoje um dos bares mais disputados da região. No cardápio, mais de 30 drinques feitos com cachaça e cerca de 50 tipos de tira-gosto. Um dos principais atrativos do lugar é o bolinho carioca, recheado com carne de sol e feito com abóbora japonesa.

” É típico do Rio de Janeiro, mas combina perfeitamente com a nossa terra”, garante Adriana, que também resgatou da família o “pica-pau”. “Meu avô, em Araxá, fazia essa bebida misturando pinga, mel e limão”, conta. Hoje, a delícia é produzida em máquina para frozen e é a bebida mais procurada. Com nomes de pratos inusitados, o Pinga com Torresmo aguça a gula do cliente no cardápio. “Temos o fogo no rabo, a taradinha e a safadinha.

São delícias com nomes que sugerem a alegria que o visitante traz ou vem buscar”, afirma Ricardo. Bom humor que, em breve, dará o ar da graça em Belo Horizonte. “Vamos Inaugurar um Pinga com Torresmo na capital”, antecipa.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Varginha está localizado no Território Mantiqueira/Lagos

EA/TG – MANTIQUEIRA/LAGOS

Aprenda mais receitas dos Petiscos dos Botecos de Minas Gerais

Mocotó do Nonô

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.