Bolo de abóbora com coco: uma deliciosa surpresa

Uma receita diferente e um resultado surpreendente. Experimente!

Uma receita diferente e um resultado surpreendente. Experimente!

Bolo de abóbora

Da Série Quintais e Quitandas de Minas Gerais*

Ingredientes:

– 4 ovos

– 2 xícaras (chá) de açúcar refinado

– 1 pitada de sal

– 2 colheres (sopa) de manteiga

– 1 abóbora-moranga média, cozida e picada em cubos pequenos

– 3 xícaras (chá) de farinha de trigo

– Meio pacote de coco ralado

– 1 colher (sopa) de fermento em pó

– Meia garrafa de 100 ml de leite de coco

Modo de Preparo:

Separar as gemas e bater as claras em neve. Reservar. Na batedeira, pôr as gemas, o açúcar refinado, a pitada de sal e a manteiga. Bater até obter um creme. Junta esse creme à abóbora picada em cubos e já cozida. Acrescentar farinha, coco ralado, fermento em pó. Misturar com uma colher, delicadamente, para não amassar os pedaços inteiros de abóbora, amolecendo a mistura com leite de coco. Por fim, acrescentar, delicadamente, as claras em neve.

Assar em forno pré-aquecido (180 graus). A sugestão é cobrir o bolo com cocada.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 20200710084339434931o.jpg

*Receita fornecida por Vera Lúcia Vasconcelos, de Uberlândia para o Projeto Sabores de Minas

Aroma de carinho e amor

Na Praça Cícero Macedo, uma das mais antigas de Uberlândia, há uma casa muito especial, que exala o aroma inconfundível de açúcar no tacho. Só pode ser casa de doceira. O cheiro é indício de que na cidade há espaço para mãos habilidosas, que encantam com a produção artesanal de doces. Há 20 anos, Líbia Vilela Marquêz ganha a vida como doceira, uma profissão de família, herdada da avó, que criou os filhos fazendo quitandas para vender.

Líbia aprendeu com a mãe a preparar as frutas em compota, doces cristalizados e docinhos para festa. O resultado aparece em uma cozinha bem grande, cheia de potes com figo, abacaxi, ameixinha de queijo, mamão e laranja-da-terra, tudo mergulhado em calda melada. É de dar água na boca! Líbia chega a fazer até 50 quilos de doce por dia e gosta de escolher bem as frutas que usa. Faz questão de que a matéria-prima seja do Triângulo.

Só assim os doces podem ter a mesma naturalidade da doceira. “Sou de Uberlândia, sempre”, afirma, com orgulho. Ela diz ter visto na TV que o uso do tacho seria proibido, mas não deu bola para isso. Ainda o usa e continuará usando, porque, segundo ela, não há doce de qualidade se não for feito assim. Palavra de quem entende do assunto.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O município de Uberlândia está localizado no Território Cerrado/Rio Paranaíba

EA/TG – CERRADO / RIO PARANAIBA

Veja mais receitas dos Quintais e Quitandas de Minas Gerais:

Bolo de Milho e Coco

Caçarola Mineira ou Bolo Pudim

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 1
Views:
426
Article Categories:
Receitas