Sabores do Vale: Turismo gastronômico no sul de Minas, boas experiências e receitas com café

Acompanhe mais uma coluna Sabores do Vale, da Izabelle Carli e, se programe para conhecer essa deliciosa região do Território Gastronômico da Mantiqueira, seus atrativos naturais, seus cafés maravilhosos e as deliciosas receitas com o ouro negro de Minas Gerais

Acompanhe mais uma coluna Sabores do Vale, da Izabelle Carli e, se programe para conhecer essa deliciosa região do Território Gastronômico da Mantiqueira, seus atrativos naturais, seus cafés maravilhosos e as deliciosas receitas com o ouro negro de Minas Gerais

Veja Também: Sabores do Vale: Vivencie a rota turística do café em Santa Rita do Sapucaí

Sabores do Vale: Santa Rita do Sapucaí

Por: Izabelle Carli*

Lugar de boas experiências, de comer bem e ter belos encontros! Santa Rita do Sapucaí vale a pena por todos os ângulos!

A zona rural de Santa Rita do Sapucaí pelo olhar incrível do publicitário e fotógrafo Mill ( @millsantarita ), um olhar único sobre nossas belezas e tradições

Conversando com o Chef Eduardo Avelar esta semana tive a dimensão e a confirmação do que encontramos aqui em Santa Rita do Sapucaí, uma cena gastronômica rica, diversa, criativa, surpreendente. Ao ser questionada, por uma leitora, sobre a expressão cunhada pelo Chef Avelar de que aqui é a Mantiqueira/Sul Suíça, entendi e concordei com ele. Temos história, tradição e paixão por nossas cozinhas, e temos uma paisagem arrebatadora, lugares lindos e incríveis para conhecer, desbravar, experimentar. Nosso terroir é fantástico e pode ser comparado às mais belas paisagens da Europa, por exemplo! Além da gastronomia rica e sensível que nos faz ter água na boca quando pensamos naquela comidinha mineira tão diferenciada. E para entender direitinho sobre tudo isto que estamos falando vale a leitura do livro “ Cozinha Mineira – dos quintais aos territórios gastronômicos”, lançado em 2020 pelo Chef Avelar e que identifica e denomina cada região de nossa Minas Gerais. O link sobre o livro tá aqui : https://territoriosgastronomicos.uai.com.br/2020/07/05/chef-eduardo-avelar-lanca-livro-no-dia-da-gastronomia-mineira/

E você pode comprar aqui: Cozinha mineira – Eduardo Avelar – Editora Letramento

E para conhecer e vivenciar experiências turísticas diferenciadas pela rota do café, com roteiros programados e assessoria especializada você pode falar com os receptivos que estão atuando no município: o Olhe Bem as Montanhas ( @olhebemasmontanhasmg ) e o Seo Terroir ( @seoterroir ).

Experiências como a do “borná do Barão” ( @pousadadobarao ), servido na panelinha de ferro, acompanhado de uma bela cerveja artesanal da ACS Beer ( @acs_beer ) são inesquecíveis. Água na boca, né!

E, encerrando nosso “pequeno dicionário amoroso do café”, faltou falar de dois métodos:

Aeropress ou Presca

Se pudéssemos usar três palavras para explicar este modo de preparo, seriam: precisão, praticidade e, claro, versatilidade. Versátil porque todos os tipos de moagem podem ser utilizadas nela e prática pois é pequena, leve e pode ser carregada para qualquer lugar, seja trabalho, viagem ou lazer. Neste método, o café moído misturado com a água fervida é pressionado e extraído através de um filtro de papel em sua base. O resultado é sempre uma bebida que ressalta o aroma e características naturais do grão.

Café Turco ou Ibrik

Este método está entre um dos mais antigos, muito comum nos países árabes, na Turquia, Rússia, Grécia e em alguns países do Leste Europeu. A grande diferença deste método é que a água é fervida com o café, que não é filtrado. Com a utilização do pó em moagem extrafina, a bebida é caracterizada como densa e adocicada. Alguns tradicionalistas adicionam uma colher de água fria sobre a bebida pronta, o que ajuda a separar o pó da bebida.

Fechamos com uma receita, mas também com mais uma linda foto do nosso amigo Mill. Venha conhecer Santa Rita do Sapucaí !

RECEITA DO LIVRO DELÍCIAS DO CAFÉ

Foto ilustrativa

Nada mais mineiro que uma farofa para acompanhar as refeições. E esta é especial, com café, receita da D. Rachel Guido Rocha Lemos publicada no livro Delícias do Café!

Farofa Diferente com Sabor Café!

Ingredientes:

  • 100g de margarina
  • 2 cebolas batidas
  • 1 xícara de uvas passas brancas
  • 1 xícara de queijo ralado
  • 1 calabresa ralada
  • 2 colheres ( sopa ) de café torrado picadinho
  • 2 pacotes de biscoito salgado
  • 3 ovos cozidos
  • cheiro verde
  • 100 g de bacon
  • 1 lata de milho verde

Modo de fazer:

Frite na margarina o bacon, a calabresa ralada, a cebola, o café e o milho verde. Bata o biscoito no liquidificador e acrescente à mistura. Apague o fogo e coloque o queijo ralado, o cheiro verde e os ovos picados.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: o município de Santa Rita do Sapucaí está localizado no Território Mantiqueira/Sul Suíça

EA/TG – MANTIQUEIRA/SUL SUÍÇA

Veja também:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments