Pingos de abóbora e mamão: doçuras dos quintais de Muriaé

Neste Território Gastronômico os doces dos quintais são uma das maiores identidades gastronômicas regionais. E os pingos de mamão e de abóbora do distrito de Belisário em Muriaé não fogem à regra. Deliciosos. Experimente!

Neste Território Gastronômico os doces dos quintais são uma das maiores identidades gastronômicas regionais. E os pingos de mamão e de abóbora do distrito de Belisário em Muriaé não fogem à regra. Deliciosos. Experimente!

Veja Também: Doce de Limão Cravo – doçura e acidez na medida certa

Pingos de abóbora e mamão

Da Série: Doces dos Quintais de Minas Gerais*

Ingredientes:

Pingos de abóbora:

– 500 g de açúcar cristal

– 1 kg de abóbora moranga madura

– Meio litro de leite

– 100 g de coco ralado

– Açúcar refinado para cobrir o doce após finalizar

Pingos de mamão:

– 2 litros de polpa de mamão verde (cerca de 2 mamões)

– 3 abacaxis

– 1 litro de água

– 1 kg de açúcar

– Açúcar refinado para cobrir o doce após finalizar

Preparo:

Pingos de Abóbora

Em um tacho, cozinhar a abóbora no leite por cerca de 30 minutos, ou até que fique bem macia, e o leite seque.

Acrescentar o açúcar e, após 30 minutos, em fogo baixo, pôr o coco.

Deixar cozinhar por mais 15 minutos.

Tirar do fogo e, com uma colher de sopa, retirar porções do doce e pôr sobre uma superfície lisa.

Deixar descansar por aproximadamente cinco horas antes de salpicar o açúcar refinado.

Pingos de mamão

Descascar os mamões e passá-los em um ralo.

Lavar a polpa e deixá-la em uma vasilha com água de um dia para o outro.

Escorrer e pôr o mamão em um tacho, com 1 litro de água e o abacaxi descascado e bem picado.

Cozinhar por 30 minutos e pôr o açúcar.

Mexer bem e desligar o fogo quando o doce estiver desgrudando do tacho e der para ver o fundo.

Tirar colheradas do doce e pôr sobre uma superfície lisa.

Deixar descansar por cinco horas antes de salpicar o açúcar refinado.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 20200710155859631764e.jpg
Pingos de abóbora e mamão: Doces de Belisário – Muriaé-MG

* Receitas fornecidas por José Rodrigues Calais, do distrito de Belisário em Muriaé para o Projeto Sabores de Minas

Tradição da boa mesa

A cozinha mineira e o povo das Gerais agradecem quando os conhecimentos gastronômicos ultrapassam gerações, sempre transferidos de pais para filhos. Muitas de nossas mais expressivas receitas sobrevivem graças a essa tradição, cultivada, principalmente, no interior. Um exemplo são os produtos de Josina Rita Coelho, moradora do distrito de Belisário, que, graças ao filho, José Rodrigues Calais, continuarão a presentear o paladar de toda Muriaé.

Mãe e filho trabalham no comércio de suas quitandas em uma modesta mas maravilhosa e recheada banca armada em passeios da cidade. Entre os produtos, broas, paçocas, mandioca, polvilho e, é claro, os doces de mamão e abóbora, apelidados carinhosamente por nossa equipe de “pingos”, por causa da textura. A certa hora da manhã, já fica difícil achar algumas das iguarias e a solução é voltar outro dia bem cedo, para não ficar sem as delícias da família.

Josina aprendeu a cozinhar com a mãe e hoje, passa todo o aprendizado aos filhos. José mora a apenas quatro quilômetros da mãe e ambos cultivam uma horta e dividem tachos e colheres da cozinha. “A gente junta nossos produtos e vêm para cá. Acompanho-a desde os 15 anos”, conta José. Além dos conhecimentos, parece que ele já reproduz todo o amor que Josina tem pela arte de cozinhar. Sentimento que não pode faltar a nenhuma iguaria.

Mapa dos Territórios Gastronômicos de Minas Gerais: O distrito de Belisário, do Município de Muriaé está localizado no Território Mantiqueira/Mata Brejaúba

EA/TG – MANTIQUEIRA/MATA BREJAÚBA

Veja mais receitas deste Território Gastronômico

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.