#PartiuTG – As delícias da região do Serro (MG)

O Serro é uma das regiões mais encantadoras de Minas Gerais, e abriga belezas, histórias e gastronomia.

Por Augusto Albertini

Os amantes do Queijo Minas Artesanal estão com a agenda cheia na primeira quinzena de outubro. Começou hoje, no distrito de Milho Verde (MG), o Festival Sabores Afetivos do Queijo. O evento estará neste local até no domingo (6), mas a partir do dia 11 ele estará no município do Serro, junto com o Festival de Queijo do Serro.

Diversas receitas foram preparadas exclusivamente para o Festival Sabores Afetivos do Queijo, por exemplo: Quiche de massa de fubá com recheio de queijo; mini burgers, nas opções de picanha ou grão de bico, montados com catupiry, queijo artesanal do Serro empanado, rúcula, molhos de manjericão e berinjela defumada e ainda vem acompanhado de chips de batata doce ; creme de abóbora e queijo artesanal do Serro com toque de gengibre.

Além de todas essas delícias, nós já apresentamos duas receitas com exclusividade: O Gravetinho de Queijo e o Caraligot do Serro.

Os encantos do Serro

Os festivais da região também proporcionarão uma excelente oportunidade para os turistas conhecerem as belezas da região do Serro, um dos principais cartões postais de Minas Gerais.

O Serro é um município com mais de 300 anos de história, que fica localizado no território da Serra do Espinhaço. Suas ruas e construções ainda conservam as tradições e as belezas de outros tempos, com seus prédios feitos no estilo barroco. A região também é adornada por paisagens naturais, o que a torna ainda mais fascinante e encantadora.

Veja Também: Aprenda a preparar o delicioso gravetinho de queijo

Entre as construções, se destaca a bela Igreja de Santa Rita, inaugurada ainda no século XVIII. Ela fica localizada em uma região privilegiada da cidade, onde é possível ter uma visão panorâmica do município.

Igreja de Santa Rita em destaque na parte alta do Serro

Outra construção de grande beleza, é a Igreja Nossa Senhora do Carmo, também inaugurada no século XVIII. O local é bem ornamentado, e é feito de barro e madeira. Ela possui uma bela pintura em seu forro, além de um altar feito no estilo rococó. O seu terraço e feito de pedra, e hoje, o local é coberto com uma vegetação que dão um toque encantador.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo (Foto: Wikipédia)

Outros destinos do município que são imperdíveis para aqueles que admiram construções históricas, são: Igreja matriz de Nossa Senhora da Conceição, Igreja Bom Jesus do Matosinhos e a Casa dos Otoni. Todos esses prédios são bens tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional.

Quem vai ao Serro não pode deixar de aproveitar as belas paisagens naturais presentes na região. São diversas cachoeiras presentes no local e nos municípios do entorno, como a do Carijó e a do Tempo Perdido.

O imponente Pico do Itambé (Foto: Wikipédia)

No entanto, a paisagem natural mais imponente da região é a do Pico do Itambé, um dos três pontos mais altos da Serra do Espinhaço. O local possui uma altura de 2.002 metros, e no seu cume é possível ter acesso a uma vista estonteante, que se estende por centenas de quilômetros.

Vale a pena lembrar que o Serro possui alguns distritos em seu entorno como: Milho Verde, São Gonçalo do Rio das Pedras, Deputado Augusto Clementino, Pedro Lessa e Três Barras da Estrada Real. Juntos, esses locais abrigam todas as riquezas culturais, arquitetônicas e gastronômicas, que transformam a região em um verdadeiro expoente da cultura mineira, além de ser um destino imperdível.

Augusto Albertini
Jornalista e colaborador do Territórios Gastronômicos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
302
Article Categories:
Acontece